quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Luis Fernando destaca potencialidades econômicas do Maranhão


Imperatriz - O secretário-chefe da Casa Civil, Luis Fernando Silva iniciou nesta quarta - feira (28), em Imperatriz, uma agenda de trabalho de três dias na segunda maior cidade do estado. Entre os compromissos, reuniões com os moradores da Vila Cafeteira sobre o andamento do processo de regularização das áreas construídas para obtenção do título definitivo de suas moradias. Luis Fernando, representando a governadora Roseana, também participará do sorteio do Programa Minha Casa, Minha Vida, nesta sexta-feira (30), quando serão contempladas 3 mil pessoas cadastradas no projeto de moradia urbana.
O primeiro compromisso de Luis Fernando em Imperatriz, na noite de quarta-feira (28), foi a participação na abertura do II Congresso de Economia da Região Tocantina, promovido pela Faculdade Santa Terezinha (Fest). Acompanhado do prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, e do secretário Hildo Rocha (Cidades e Assuntos Políticos), Luis Fernando falou a uma plateia seleta, formada em sua maioria por estudantes universitários, professores, empresários de diversos segmentos, líderes classistas, comunitários e políticos.
Presentes, o diretor - presidente da Fest, Manoel Oliveira; o coordenador do curso de Economia da Fest, Fernando Babilônia; o deputado estadual, Léo Cunha; a vereadora Fátima Avelino; secretários municipais e assessores estaduais.
Em sua palestra, o secretário da Casa Civil abordou o tema "Geração de Emprego e Renda como política pública de redução da pobreza no Maranhão". Destacou as transformações econômicas vividas no Maranhão, e falou das ações que vem sendo desenvolvidas para melhoria da qualidade de vida da população, além das iniciativas promovidas para redução da pobreza extrema no estado.
"Esse é um tema que interessa a economistas e a comunidade em geral. Estou muito feliz em ter recebido este convite e poder participar deste encontro em Imperatriz, ao qual iremos deixar nossa contribuição e, também, receber sugestões dos acadêmicos e dos professores para que a gente aperfeiçoe os programas de geração de emprego e renda", disse o Chefe da Casa Civil, que também é economista e já exerceu a atividade de professor universitário.
Investimentos
De acordo com Luis Fernando, a política de atração de novos empreendimentos modificou o cenário econômico maranhense e, aliado a essa transformação, estão medidas de educação, capacitação e qualificação da oferta de trabalho para atender a demanda das empresas que estão chegando, possibilitando assim, a colocação das pessoas no mercado de trabalho e a diminuição das desigualdades sociais.
Entre os exemplos, ele citou o novo momento vivido pela Região Tocantina com a explosão do crescimento da construção civil, a criação de diversos postos de emprego e a geração de renda propiciados a partir da inauguração da UHE Estreito, da fábrica de refino e envase de óleo de soja em Porto Franco, da implantação da fábrica da Suzano Papel e Celulose e da construção da Aciaria em Açailândia. Aliado a isto, estão ações de melhorias realizadas pelo Governo do Estado nas áreas de infraestrutura, saúde e educação.
"Imperatriz, por exemplo, experimenta uma segunda transformação econômica, o da industrialização, que está gerando oportunidades de novos negócios, emprego e renda, alavancando a economia regional. E boa parte destes empregos está ficando na cidade, graças à inclusão de gente qualificada no mercado de trabalho", enalteceu.
Luis Fernando informou aos presentes, que o Maranhão vive uma nova perspectiva de crescimento econômico fortalecido pela parceria público-privada, que tem investimentos de cerca de R$ 120 bilhões no estado, com projetos nas áreas de petróleo e gás, energia, celulose, aço, cimento, alumínio, ouro, logística, entre outros.
O reflexo deste fator está no anúncio do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Maranhão, com variação real de 8,7% no ano de 2010. O percentual de crescimento é maior que o do Brasil, que obteve 7,5%, e do Nordeste, com 7,2%.
Combate à pobreza
Luis Fernando informou que o Maranhão, nos últimos anos, reduziu os índices de pobreza extrema em 3% ao ano, ao mesmo tempo em que o crescimento econômico vivido pelo estado, em média, pode aumentar para 6% ao ano. “Por isso, um dos desafios do Governo do Estado está sendo a promoção de políticas públicas eficazes de combate à pobreza”, afirmou.
Entre as mediadas, ele citou o Programa Viva Oportunidades, que visa promover a inclusão social e produtiva com oportunidades de capacitação, acesso ao crédito, trabalho e renda para os que vivem nestas condições.
Outro projeto destacado foi o Maranhão Profissional, que tem o objetivo de qualificar cerca de 400 mil pessoas, com cursos profissionalizantes nas áreas de maior demanda dos empreendimentos instalados e para os que vão chegar. Até agora, cerca de 200 mil trabalhadores já foram beneficiados com a medida.
Para o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, a palestra proferida por Luis Fernando foi uma grande oportunidade na transferência de conhecimentos na área de economia e de exemplos práticos que proporcionem melhoria de vida da população. "Imperatriz agradece esta colaboração com esta palestra riquíssima em conhecimento”.
As informações são da Secom do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário