domingo, 25 de novembro de 2012

Maranhão supera a Bahia e conquista bicampeonato no Brasileiro

Decisão do Campeonato Brasileiro de Beach-Soccer ocorreu nessa manhã, em Salvador.

Foto: Arquivo/Anne Daisy/Divulgação
SALVADOR - Quis o destino que Maranhão e Bahia se reencontrassem, após quatro anos, em uma final do Campeonato Brasileiro de Seleções de Beach Soccer. Em 2008, na Arena Domingos Leal, em São Luís, o selecionado maranhense fez 4 a 1 sobre os baianos e sagrou-se campeão brasileiro pela primeira vez. Neste domingo (25), um novo reencontro. Desta vez, as duas seleções mediram forças na arena montada na Praia da Armação, em Salvador (BA), e a vitória significava o título nacional. Mesmo contando com o apoio da torcida, os baianos voltaram a ser derrotados pelos maranhenses assim como há quatro anos. Com uma vitória incontestável por 6 a 3, o Maranhão garantiu o bicampeonato brasileiro de beach soccer.
Na decisão contra a Bahia, o Maranhão se superou. Sem poder contar com Datinha e Daniel, expulsos na semifinal, a equipe maranhense viu Eudim brilhar e ser eleito o melhor jogador do campeonato. Foram dele três dos seis gols do bicampeão brasileiro. Serginho, André e Juninho fizeram os outros. Anderson (2) e Nelito descontaram para os baianos.
Além do título e o prêmio de melhor jogador para Eudim, o Maranhão ainda recebeu outra premiação individual. Leandro Fanta foi eleito o melhor goleiro da competição.
Já na disputa pelo terceiro lugar, o Alagoas superou o Rio de Janeiro. Após empate por 1 a 1 no tempo normal, os alagoanos venceram por 2 a 1 nos pênaltis.
O jogo
A decisão do Campeonato Brasileiro de Seleções – Taça Luiz Henrique Salgado tinha para ser equilibrada e emocionante. E as expectativas de um grande jogo se confirmaram. No primeiro lance de perigo, Jaudo assustou os donos da casa em cobrança de falta que raspou o travessão. No entanto, foram os baianos quem abriram o marcador com Nelito: 1 a 0.
Antes do fim do primeiro período, Roberto quase empata para o Maranhão, mas chute foi pra fora. Na sequência, foi a vez do goleiro Fanta impedir o segundo gol dos baianos em grande defesa no chute de Souza.
No período seguinte, a Bahia teve mais oportunidades de ampliar o placar, mas Fanta brilhava. E o castigo veio dos pés de Eudim. Melhor jogador do campeonato, Eudim recebeu lançamento e, de voleio marcou um golaço: 1 a 1. E o time maranhense foi cruel com os rivais. Em poucos minutos a virada. André arriscou de longe e comemorou: Maranhão 2 a 1.
Inspirado, Eudim tratou de ampliar o resultado. De muito longe, Eudim soltou um chute forte com efeito e a bola entrou no ângulo do goleiro Dudu, que só pôde buscar a bola no fundo do gol: Maranhão 3 a 1. Em seguida, mais um de Eudim: 4 a 1.
No último lance do período, Danilo Buiu teve uma ótima chance de diminuir a vantagem maranhense. Tentou de bicicleta, mas Fanta fez mais uma linda defesa para encerrar o segundo tempo.
Nos últimos doze minutos, era tudo ou nada para a Bahia. Mas as forças dos baianos pareciam ter acabado, principalmente quando Juninho fez 5 a 1. Em seguida, Anderson fez dois gols para a Bahia e alimentou as esperanças dos donos da casa em buscarem uma reação heroica.
No entanto, Serginho, que fez um excelente campeonato, acabou com qualquer tipo de reação da Bahia. Foi dele o gol que sacramentou a vitória maranhense por 6 a 3. Fim de jogo na Praia da Armação, em Salvador: Maranhão, bicampeão brasileiro, 6 x 3 Bahia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário