quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Polícia frustra “sapatinho” no Banco Ita

AmpliarFechar






  Enquanto parte do bando ficava com a família do gerente, a outra parte iria com o gerente até a agência localizada na Avenida Bernardo Sayão, onde o dinheiro seria roubado. Segundo levantamentos da polícia, o roubo seria em torno de R$ 600 mil.
Entretanto, o sequestro do gerente e a família foi descoberto a tempo pelos policiais do Serviço de Inteligência, que passaram a monitorar os passos da quadrilha. Ontem os bandidos saíram com a família e, ao perceberem que estavam sendo monitorados pela polícia, liberaram as vítimas por volta das 15h, na BR-010, nas proximidades da Fazenda Cruzeiro, localizada a cerca de 12 km do centro de Imperatriz.
O delegado Assis Ramos informou que esse bando é o mesmo que assaltou a agência do Banco do Brasil de João Lisboa e do qual pertencia Maxson Oliveira Silva, o “Boca de Lata”, que foi preso e recambiado para Araguatins (TO), onde responde por um “sapatinho” ao Banco da Amazônia (BASA).
No assalto ao Banco do Brasil de João Lisboa, o bando levou vantagem, pois roubou R$ 300 mil.
Segundo Assis Ramos, alguns nomes de criminosos que podem fazer parte desse bando estão sendo investigados.
Mesmo diante do ocorrido, a agência do Banco Itaú da Bernardo Sayão funcionou normalmente nessa quarta-feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário