quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Vereadora propõe parceria da Suzano e Prefeitura

João Lisboa – A vereadora Maria Rodrigues de Araújo Mendes (PSB), a Maria do Sindicato, defendeu ontem (27) que seja formalizada uma parceria entre a Prefeitura de João Lisboa e o grupo Suzano para revitalização de estradas vicinais que foram danificadas pelos ônibus que transportam funcionários do interior do município para o canteiro de obras da empresa situada nas margens da “Estrada do Arroz”, na altura do povoado Bacaba, em Imperatriz.
“Esse problema se agravou pelo uso constante de ônibus que prestam serviços ao grupo Suzano, prejudicando a comunidade joãolisboense, principalmente os pequenos produtores rurais, que necessitam das vicinais para escoamento da produção agrícola às feiras de João Lisboa e Imperatriz”, justificou ela, que manifesta preocupação com a chegada do período invernoso, podendo deixar dezenas de famílias em situação de isolamento na zona rural de João Lisboa.
A parlamentar reitera que, caso não seja feito nada pela Suzano e Prefeitura, os moradores pretendem se mobilizar no sentido de viabilizar condições para que trechos considerados críticos sejam recuperados para evitar a interdição da estrada vicinal considerada a “espinha dorsal” para escoamento de produtos agrícolas, transporte de mercadorias e dos moradores da zona rural.
Maria do Sindicato assegura que “é necessário que sejam realizadas obras emergenciais com o piçarramento de trechos considerados críticos para garantir o fluxo normal de veículos, inclusive durante o período invernoso”. “Nós queremos que o grupo Suzano ajude o município a melhorar as condições das vicinais, principalmente por onde passam os ônibus que transportam os funcionários que prestam serviço a essa unidade fabril”, propõe.
A vereadora revela que os pontos mais críticos ligam os povoados Pé de Galinha ao Centro dos Carlos, bem como do Centro dos Carlos ao Bom Lugar. “Nós não podemos aceitar que empresas ligadas ao grupo Suzano danifiquem nossas estradas vicinais, deixando o povo sofrendo sem estradas vicinais”, concluiu. (Da Assessoria)

Nenhum comentário:

Postar um comentário