terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Apresentada quadrilha envolvida em explosões de caixas eletrônicos

 

O grupo é responsável por cometer assaltos nas cidades de Bom Jardim, Arari e Olinda Nova.
Foto: Divulgação
SÃO LUÍS - Uma ação conjunta realizada pelo Serviço de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e Superintendência Estadual de Investigação Criminal (Seic) desarticulou mais uma quadrilha envolvida em assaltos a agências bancárias e explosões de caixas eletrônicos.

O grupo é responsável por cometer assaltos nas cidades de Bom Jardim, Arari e Olinda Nova. A polícia investiga, também, a atuação da quadrilha em outros municípios do estado. Eles foram surpreendidos pelos policiais na última quinta-feira (6), em Santa Inês, e apresentados na tarde desta segunda-feira (10), no Auditório da SSP, pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Aluísio Mendes.
Presentes, também, o secretário-adjunto de Inteligência e Assuntos Estratégicos, Laércio Costa; a delegada Geral de Polícia Civil, Maria Cristina de Meneses; e o Superintendente da Seic, delegado Augusto Barros.

Segundo Aluisio Mendes, o bando atuava fortemente armado e já havia planejado outro assalto em Bacabeira. “É um grupo com atuação violenta. Eles tomavam como reféns os vigilantes em suas ações criminosas. Houve, inclusive, reação contra a Polícia no momento da abordagem”, disse.
Presos
Foram presos Isaias Silva de Oliveira, 25 anos, natural de Bom Jardim; Hugo Alves de Vasconcelos, 39 anos, de Instância (SE); Francisco de Jesus Silva, 21, Bacabal (MA); Herbeth Rodrigues de Sousa, 39, de São Mateus (MA); Fábio Nascimento Carneiro, 24, Lago do Junco (MA); e Antonio Gomes de Sá; Jhamerson Barros de Sousa, que trocou tiros com os policiais, encontra-se hospitalizado.
Com o grupo, foi apreendido 2 artefatos de explosivos; 5 armas, sendo 1 rifle 44, 2 pistolas (uma 9mm, de fabricação tcheca, e uma Taurus 765), 2 revólveres 38; 2 veículos, modelos Idea e um Corsa Classic; e 1 moto Honda CB300.
Aluísio Mendes ressaltou o apoio do Poder Judiciário de Arari na efetivação das prisões dos elementos. “A Polícia está atenta a cada movimento desses criminosos. Estamos preparados para levá-los às grades. A SSP atua com um trabalho de intercâmbio com as instituições financeiras e de troca de informações e inteligência com força de segurança de outros estados. O final para esses bandidos sempre será esse: a Penitenciária de Pedrinhas”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário