terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Homem é assassinado dentro de cemitério com 10 facadas.

 

Os policiais encontram sandálias da vítima em dois locais, fato que indica perseguição antes da morte.
07/12/2012 - Redação

Um crime macabro foi registrado na tarde de ontem (06) na cidade de João Lisboa a 12 km de Imperatriz. Genilson Barbosa, de aproximadamente 28 anos, mais conhecido como Magnata, foi morto por volta das 15h30 dentro do cemitério Campos Santos das Gameleiras. Apesar do lugar ficar a apenas dois quarteirões da barreira policial de João Lisboa, o assassino conseguiu fugir sem ser identificado. Os policiais encontram sandálias da vítima em dois locais, fato que indica perseguição antes da morte.

Magnata era usuário de drogas e praticava vários furtos na cidade, já esteve, inclusive, preso da Delegacia local. Ele, também, já havia sofrido duas tentativas de homicídio, sendo que em ambas ficou gravemente ferido, na primeira com uma perfuração no pescoço e na segunda com outra na barriga, deixando as vísceras à mostra.

Um pedreiro que estava construindo um túmulo no cemitério falou que ouviu os gritos de Genilson implorando para que o assassino não o matasse. O trabalhador contou que não viu ninguém fugindo e também não foi ao local, apenas avisou a uma pessoa que chamou a polícia. Magnata foi encontrado morto detrás de uma sepultura com 10 perfurações de faca, sendo uma profunda no pescoço, e outras no braço, barriga e tórax.

Ao saber da morte do filho, a mãe de Magnata foi até a entrada do cemitério em desespero, sendo amparada por várias pessoas que a impediram de ver o corpo. O último assassinato em João Lisboa tinha ocorrido há mais de setenta dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário