terça-feira, 25 de dezembro de 2012

"Investimentos evitaram um colapso na saúde municipal", diz Conceição Madeira

 

 
Pela grande demanda e escassez de recursos, a saúde é uma das áreas mais complexas da administração municipal em Imperatriz. Mesmo com o aumento do número de pacientes oriundos de cerca de cem cidades da região e a redução dos recursos federais, é possível afirmar que hoje a saúde municipal vive momento de expansão e modernização dos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).
Em entrevista, a primeira-dama do município, Conceição Madeira, que geriu a Secretaria de Saúde na primeira gestão do prefeito Madeira, faz um balanço do trabalho à frente da pasta e elenca algumas das principais ações.
A humanização de todo o atendimento no SUS, segundo ela, foi o principal objetivo da Saúde Municipal nos últimos anos. "Quando se fala em saúde pública em Imperatriz as pessoas remetem logo ao atendimento do Hospital Municipal (o Socorrão), mas o trabalho vai muito além, abrange todos os programas de atendimento ao usuário, e é possível afirmar que em apenas quatro anos avanços em todos os aspectos", afirma.
Ponto estratégico do trabalho do município, de acordo com Conceição Madeira, o Socorrão recebeu inúmeras melhorias como a ampliação do número de UTIs de 10 para 40, criação de leitos específicos para portadores de HIV, melhorias nas instalações físicas, aumento no número de cirurgias, entre outros, garantindo mais eficiência e agilidade no atendimento. "Só para ter uma base, quando assumimos a gestão da saúde, o Socorrão atendia em média de 5 a 7 mil pessoas, hoje atende entre 15 e 17 mil ao mês. Para suportar a despesa gerada pela demanda, é necessário o investimento de recursos do Tesouro Municipal. Além disso, o atendimento na saúde pública hoje é mais rápido e eficiente, reduzindo filas e o tempo de espera para atendimentos, exames e consultas".
Ela lembra também que a rede pública não oferecia UTI infantil, dispondo apenas de quatro leitos nos hospitais particulares, número considerado insuficiente para atender à grande demanda da população de Imperatriz. "Eram oferecidos apenas atendimento adulto e neonatal, mas agora graças ao investimento do Município, dispomos de UTI infantil", afirmou.
Como afirma a primeira-dama, o Modelo de Atenção à Saúde foi programado sobre três eixos de ação, sendo eles a promoção da saúde, a prevenção de enfermidades e acidentes e a atenção curativa. "Os postos de saúde estão recebendo diversos melhoramentos com a reforma de suas estruturas, outros foram criados, como Bom Jesus, Camaçari e Ouro Verde, e a sede da SEMUS também está sendo reestruturada para melhor atender aos usuários do sistema público de saúde do município".
Em relação aos demais serviços, Conceição destaca o serviço do SAMU. "Em Imperatriz são registrados muitos atendimentos por traumatismos ocasionados por quedas, trabalhos de parto, afogamentos, acidentes domésticos, acidentes de trabalho, pacientes agitados ou agressivos, tentativas de suicídio, etc". Ela lembra ainda que o serviço funciona 24 horas por dia com equipes de médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas, que atendem às ocorrências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, ginecológico-obstétrica e de saúde mental da população.
O trânsito de Imperatriz é o maior vilão no ranking de atendimentos do SAMU. Os dados mensais nos revelam 275 ocorrências, sendo 61 por semana e 9 por dia. "A média de atendimentos diários é de 47, enquanto por semana são 323 e por mês, um total de 1.527", frisa.
No controle de endemias, a primeira-dama ressalta que o trabalho preventivo é um grande destaque na atual gestão da Saúde. "Em relação a 2007, houve um aumento de 40% de imóveis visitados para o combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue".
O trabalho preventivo também chega no combate à AIDS e doenças sexualmente transmissíveis. "Diariamente, o programa DST/AIDS fornece em sua sede, localizada no Complexo de Saúde do Parque Anhanguera, palestras e cursos sobre a prevenção de Aids e DSTs, exames de HIV e ainda assistência 24 horas em saúde e acompanhamento psicológico para os casos em que o resultado for positivo para a presença da doença".

Atenção básica
Além do atendimento médico ambulatorial, de urgência e emergência, a saúde municipal investiu no trabalho preventivo e de orientação com a Atenção Básica.
Nesta ação integrada foram envolvidas as Coordenações da Saúde da Criança e do Adolescente, Saúde da Mulher, Saúde do Homem, Saúde do Hipertenso (Hiperdia), Saúde Bucal, Saúde do Idoso, Estratégia de Saúde da Família, Núcleo de Apoio à Saúde da Família, Vigilância em Saúde, Núcleo Municipal em Educação e Saúde, Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil, Departamento DST/AIDS e Equipe do Riso Municipal de Imperatriz.
Conceição Madeira lembra ainda do trabalho da equipe do Riso. "O Projeto Equipe do Riso Municipal tem um papel fundamental nesta ação, através da atuação de uma equipe multiprofissional que fortalece a linha de cuidados na promoção da saúde e prevenção dos agravos, proporcionando transformação de espaços e pessoas, envolvendo pacientes, acompanhantes, médicos, enfermeiros, auxiliares, recepcionistas, porteiros, zeladores, copeiros e muitos outros, que desenvolvem uma relação muito mais humanizada, com mais respeito e mais qualidade de vida".
A Secretaria Municipal de Saúde de Imperatriz prevê, com estas ações, uma abordagem não apenas técnica, sobretudo humana, para amenizar a questão do sofrimento.
"O reflexo da qualidade das ações é o retrato do que mostram os números do DataSUS, do Ministério da Saúde, que comprovam a grande redução de Acidentes Vascular Cerebral (AVC) e de infarto agudo do miocárdio na população de Imperatriz", comemora ela, que atribui o resultado positivo à melhoria do atendimento prestado à comunidade nas unidades básicas de saúde e no Socorrão.
"Essas ações na Atenção Básica refletem o melhor controle da pressão arterial; dos diabetes e um melhor acompanhamento dos profissionais do Programa Saúde da Família (PSF)", reitera, e ressalta que nos últimos anos a comunidade passou a contar com equipes do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), composta por enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, assistentes sociais e psicólogos.
"Temos ainda mais duas equipes que realizam acompanhamento familiar na residência do paciente", disse, explicando ainda que, para o paciente que sofreu um AVC (derrame cerebral) ou tem uma doença crônica e que necessita de uma equipe para acompanhamento domiciliar, encontra na Secretaria Municipal de Saúde, atualmente três equipes que prestam esse tipo de atendimento especializado em Imperatriz.
A implantação do Sisreg e o fim das filas para marcação de consultas


Uma das inúmeras ações da atual gestão da Saúde em Imperatriz foi a implantação do Sisreg. Ele é um sistema disponibilizado pelo governo federal para o gerenciamento de todo o complexo regulatório, indo da rede básica à internação hospitalar, visando a humanização dos serviços, maior controle do fluxo e otimização na utilização dos recursos. Sem falar no fim das filas, um eterno costume de todos os brasileiros.
Apesar de não haver mais necessidade de se enfrentar filas, algumas pessoas ainda insistem em madrugar nos postos de saúde. "É um velho costume que aos poucos será erradicado", afirma.
No Maranhão, apenas Imperatriz e Caxias implantaram esse serviço. Em pleno funcionamento, este modelo possibilitará a economia de até 60% dos recursos da prefeitura, até então gastos com exames, consultas e internações.
"Com a implantação do Sistema de regulação, o Sisreg, os usuários do Sistema Único de saúde, o SUS, sabem o dia, a hora e o nome do laboratório onde farão os procedimentos, não enfrentando filas para carimbar requisição de exames e indo aos laboratórios credenciados para realizá-los. Isso é uma prova do compromisso, do envolvimento e da responsabilidade da gestão atual, em trazer todos os benefícios possíveis, que possam ser executados em benefício da comunidade, especialmente dos usuários do SUS. Isso foi uma meta e um compromisso do governo que está sendo cumprido", finaliza. (Comunicação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário