terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Ministério da Educação reprova três faculdades de Imperatriz

 A Faculdade Santa Terezinha recebeu uma boa nota em infraestrutura, mas obteve média baixa no Enade

 

Baseado no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) aplicado no ano passado, o Ministério da Educação (MEC) divulgou o Índice Geral de Cursos (IGC). Das quatro faculdades particulares de Imperatriz: Facimp (Faculdade de Imperatriz), Fest (Faculdade Santa Terezinha), Fama (Faculdade Atenas Maranhense) e Unisulma (Unidade Ensino Superior do Sul do Maranhão) apenas a última conseguiu atingir a nota mínima para ser aprovada, no caso - 03. As outras obtiveram nota abaixo de 02. A que obteve melhor desempenho entre todas as faculdades de Imperatriz, foi a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), com média 04, considerada uma nota “boa”.

O ICG avalia as universidades e atribui notas de 01 a 05, que levam em consideração indicadores como: infraestrutura; qualidade do corpo docente; a média dos estudantes no Enade; a média dos Conceitos Preliminares de Curso e os conceitos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que avaliam programas de pós-graduação. Esses indicadores, conjuntamente, formam a nota geral da instituição. As médias de 01 a 02 são consideradas insatisfatórias, nota das faculdades citadas de Imperatriz.

A Faculdade Santa Terezinha (FEST) recebeu nota 02 na última avaliação do curso de direito e economia, eles atribuíram o fraco desempenho à falta de interesse dos alunos. “A partir de 2009 nós temos feito um trabalho de conscientização, no sentido da importância da prova, do conteúdo, mas muitos alunos não dão importância para o Enade, tanto que muitos se abstiveram de fazer a prova, o que prejudica a instituição. A pouca participação tem prejudicado”, comenta Gustavo Carvalho Leite, advogado da instituição.

Ele afirma que a Fest recebeu boas notas em outros quesitos, como por exemplo, infraestrutura, cuja média foi 05, mas que as notas no Enade prejudicam diretamente a nota geral. “Se o aluno se abstém ou deixa de preencher um formulário, a instituição já é prejudicada. O engajamento dos alunos repercute. Se eles fazem a prova com desinteresse, a média cai, então nós dependemos dos alunos”. O advogado também garante que para o próximo ano já estão sendo tomadas providências para elevar a média. “Prevemos um trabalho de conscientização e vamos dar maior ênfase ao Enade como componente curricular. Vamos reforçar o provão da Fest, colocando questões o mais parecido possível com a prova do Enade”.

Avaliação no Brasil

O índice de reprovação das instituições de ensino superior foi alto em todo o país. O Mec reprovou 683 faculdades e universidades em todo o Brasil, um total de 31,4%. Das mais de 2.000 avaliadas, apenas 1,24% obteve nota máxima -05, segundo dados do Ministério. De acordo com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, as instituições reprovadas serão punidas, mas não revelou de que forma.

Por Hyana Reis

Nenhum comentário:

Postar um comentário