terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Setran realiza blitz na avenida Dorgival Pinheiro de Sousa

“A pressa de chegar pode antecipar sua partida!”. Esse foi o tema da Campanha Municipal de Trânsito realizada no período de 27 de novembro a 04 de dezembro pela Prefeitura de Imperatriz, por intermédio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Setran).
Foram realizadas durante esse período palestras em escolas, faculdades e empresas, blitz (ruas e avenidas), distribuição de panfletos, adesivos, carro de som, faixas e outros materiais promocionais. “O objetivo dessa campanha foi conscientizar a população imperatrizense e visitantes dos perigos que há no excesso de velocidade”, explicou o secretário de Trânsito, José Ribamar Alves Soares, o cabo J. Ribamar.
Ele enfatizou a realização de palestras e blitz educativas como forma de envolver a participação da sociedade na Campanha Municipal de Trânsito em Imperatriz. O secretário observa que “esse deve ser um compromisso dos motoristas para que possam cumprir e respeitar as normas e as autoridades de trânsito”.
O secretário enfatiza que se não houver uma conscientização dos condutores de veículos de nada adiantará sinalizar ruas e avenidas, instalar novos semáforos e ampliar a quantidade de agentes de trânsito, se os motoristas, motociclistas e pedestres não respeitarem as normas de trânsito. “Nós fizemos uma ampla campanha em diversas ruas, avenidas e cruzamentos de Imperatriz”, disse.
J. Ribamar voltou a defender a redução dos índices de acidentes de trânsito na cidade, estatística considerada alta em decorrência do excesso de velocidade e o consumo de bebidas alcoólicas. “Bens materiais estão sendo prejudicados e vidas estão sendo tiradas, principalmente de jovens na faixa etária de 18 a 30 anos de idade”, alertou.
Mudança
Ele ressalta que a mudança do resultado dessa estatística somente acontecerá se realmente houve uma conscientização dos motoristas e motociclistas em relação à forma preventiva de dirigir no trânsito de Imperatriz. “Nós temos que lutar para mudar essa estatística, pois entendemos que todos devem colaborar com essa campanha”, finalizou. (Comunicação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário