quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Facebook anuncia novo sistema de buscas na rede social

Busca social mostra fotos dos amigos antes de 1999 após pesquisa na ferramenta (Foto: Divulgação)

Nova ferramenta traz resultados por 'curtidas', fotos, vídeos e interesses.
Segundo Zuckerberg, sistema ajuda a responder questões específicas.

O Facebook anunciou nesta terça-feira (15), durante evento na sua sede em Menlo Park, na Califórnia, um novo sistema de buscas que mostra resultados baseados em conteúdos que o usuário curtiu ('Likes', em inglês), músicas, lugares, vídeos, fotos e interesses. Segundo Mark Zuckerberg, presidente-executivo da empresa, a ferramenta ajuda a responder perguntas específicas como "Quem são meus amigos em San Francisco?".
Mark Zuckerberg fala sobre a nova ferramenta de buscas do Facebook (Foto: Robert Galbraith/Reuters)Mark Zuckerberg fala sobre a nova ferramenta de buscas do Facebook (Foto: Robert Galbraith/Reuters)
Chamado "Graph Search" (“Busca Social”, em português), o novo sistema do Facebook entra no ar primeiro para quem usa a rede social em inglês, independente do endereço IP ou da localização do usuário. A ferramenta tem como objetivo ajudar os usuários a navegar melhor pela grande quantidade de informações disponíveis no Facebook. "Olhamos o Facebook como um grande banco de dados social", disse Zuckerberg. "Assim como qualquer outro banco de dados, você deve ser capaz de consultá-lo”, acrescentou.
Tela de apresentação da nova busca social na página inicial do Facebook. (Foto: Reprodução)Tela de apresentação da nova busca social na
página inicial do Facebook. (Foto: Reprodução)
A companhia enfatizou que o novo serviço não busca informações na internet, como o Google, mas no "gráfico social". "Já são mais de 1 bilhão de pessoas, 240 bilhões de fotos e 1 trilhão de conexões".
Diferente da busca na web, que fornece os resultados por palavras-chave, a busca social combina frases, como "meus amigos em Nova York que curtem o Jay-Z", para fazer a pesquisa em cima de conteúdos compartilhados no Facebook. A primeira versão da ferramenta tem foco em quatro áreas: pessoas, fotos, locais e interesses. Conforme a companhia, no futuro também será possível buscar em posts, comentários e ações.
Vídeos explicam como funciona a nova 'busca social' na página do Facebook. (Foto: Reprodução)Vídeos explicam como funciona a nova 'busca social'
na página do Facebook. (Foto: Reprodução)
A "busca social", que irá aparecer como uma barra de pesquisa no topo da página do Facebook, entra no ar nesta terça-feira (15) em uma versão beta limitada. Usuários da rede social em inglês podem se cadastrar na lista de espera para testar o sistema e ver vídeos que explicam como a busca funciona e como foi criada neste link. A companhia também informou que há planos de implantação do serviço em outros idiomas nos próximos meses, mas ainda sem data definida.
Segundo o Facebook, o novo sistema permite cruzar pesquisas como "pessoas que curtiram uma página e visitaram o museu Moma". Ao digitar, por exemplo, "pessoas que gostam de fazer caminhadas", o site mostra os resultados de "Likes" e fotos deste tema.
De acordo com Zuckerberg, o Facebook fez parceria com a Microsoft para usar o motor de busca Bing no novo serviço e para encontrar conteúdos fora da rede social. Ele disse que a companhia discutiu a ideia de trabalhar com o Google, mas a Microsoft demonstrou estar mais disposta a fazer coisas específicas para o Facebook.
"Nossa missão é tornar o mundo mais aberto e conectado”, disse Zuckerberg no início do evento. O executivo explicou que existem dois serviços que ajudam a deixar o mundo mais conectado: aquele que conecta os usuários com pessoas que eles já conhecem, e aquele que os ajuda a fazer novas conexões. Conforme o Facebook, a “busca social” ajuda as pessoas a fazer novas conexões.
Privacidade
Zuckerberg disse que a busca social foi construída com a privacidade em mente. "A maioria do conteúdo no Facebook não é público. A 'busca social' é uma maneira de encontrar coisas que foram compartilhadas com você”, disse o executivo. A empresa ressaltou que conteúdos colocados como “privados” não irão aparecer nos resultados das buscas. "Você pode ver somente aquilo que você já poderia visualizar em outros lugares no Facebook", disse a companhia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário