quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Femen diz que processará shopping onde fica Casa de Vidro do "BBB13"


Integrantes do Femen invadem shopping onde está a casa de vidro do "BBB13"

"Os seguranças nos chamaram de vagabundas, de bandidas, de putas", diz Sara Winter, líder do grupo ucraniano Femen no Brasil. Ela e mais duas colegas feministas foram detidas na noite de terça, enquanto tentavam protestar em frente à Casa de Vidro do "BBB13", no shopping Santana Parque, em São Paulo.
Segundos depois de tirar as blusas e exibir os seios e mensagens como "Acorda, povo!", elas foram carregadas por seguranças para longe do público que assistia ao convívio de seis postulantes às duas vagas que restam na casa da 13ª edição do "Big Brother Brasil".
Além de relatar ter sido ofendida verbalmente, Winter diz que ela e as companheiras se machucaram ao serem detidas. E que foram mantidas em cárcere privado "por uma hora" até a polícia chegar, quando foram levadas à delegacia, para logo serem liberadas.
A líder diz que o grupo se reúne nesta tarde com seu advogado para discutir as ações que moverá contra o shopping. "Devemos processá-los por: danos morais, agressão e cárcere privado. Depois de nos pegarem com truculência, nos deixaram por uma hora dentro de uma sala escura e suja, com mau cheiro", diz a ativista à Folha.
Ontem, as ativistas foram ao IML fazer exame de corpo de delito, que será usado no processo. Sara diz estar "cheia de Hematomas" e com uma contratura (deslocamento de músculo) na lombar. "Mas não é nada grave. Só não entendo a violência."

BBB13 - Casa de Vidro

 
 
OUTRO LADO
O shopping Santana Parque diz que as piqueteiras foram detidas sem truculência e, uma vez contidas, ficaram sob a guarda de seguranças mulheres, para evitar o desconforto de ficarem seminuas perto de homens. O shopping diz que as ativistas não foram xingadas.
A sala para qual as feministas foram levadas para esperar a chegada da polícia, diz o centro comercial, não é suja nem escura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário