quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Jovens estão internados com queimaduras de 3º grau, em Anápolis, GO.

Vídeo flagra momento em que bomba explode e atinge casal de namorados

Imagem mostra ciclista colocando artefato no carro onde as vítimas estavam.

As imagens do circuito de segurança da Avenida Barão do Rio Branco, no centro de Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia, registraram o momento em que uma pessoa arremessa um objeto dentro do carro onde estava o casal que sofreu um atentado com uma bomba de fabricação caseira. O crime aconteceu no último fim de semana.

As cenas mostram uma pessoa de bicicleta, que arremessa o objeto, supostamente a bomba, dentro do carro. Em seguida, o veículo é coberto pela fumaça da explosão (veja vídeo acima).

Além das imagens, o carro onde o casal estava também ajudará nas investigações. Por dentro, é possível ver que o veículo ficou praticamente todo queimado. Bancos, painel e inclusive o teto. No banco, ainda estão os pregos que foram colocados dentro da bomba de fabricação caseira.
Thays Mendes, de 19 anos, e o namorado Guilherme Almeida, de 20 anos, continuam internados na UTI do Hospital de Queimaduras da cidade. A unidade não divulgou o boletim médico, mas, segundo a família da jovem, ela teve 50% do corpo queimado, e Guilherme sofreu queimaduras de até 3º grau nos braços, tórax e pernas.
Outro vídeo mostra o momento em que os dois jovens aguardam a chegada do Corpo de Bombeiros, sentados na calçada em com queimaduras por todo o corpo. As imagens foram feitas por um cinegrafista amador.
Casal é atingido por bomba casira em Anápolis, GO (Foto: Reprodução/ Facebook)
Guilherme e Thays (Foto: Reprodução/ Facebook)Suspeito
O principal suspeito do crime, segundo a polícia, é um ex-namorado de Thays, que ainda não foi localizado.
Os investigadores acharam pistas na página da rede social de um dos suspeitos, que postou a seguinte frase: “Está chegando a hora. Eu quero ver o circo pegar fogo e ver os palhaços morrerem queimados... risos”.
Quatro pessoas curtiram o comentário. Um amigo comentou de forma fria. Segundo a polícia, todos serão investigados por participação no crime. A previsão é de que o inquérito seja concluído em uma semana.

"Essas pessoas já haviam feito uma informação antes do fato, o que leva a crer que foi um crime premeditado, praticado por uma pessoa que tinha o objetivo de matar essas vítimas", diz o delegado responsável pelo caso, Eder Ferreira Martins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário