quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Prédio em cidade do PR tem fachada de vidro e banheiro transparente


Recém-inaugurado, o novo prédio de um conservatório de Ponta Grossa (PR), que custou R$ 3 milhões à prefeitura, tem uma fachada transparente que permite enxergar tudo o que ocorre dentro dele. Tudo mesmo, inclusive o que acontece no banheiro.
Toda a fachada é de vidro. Quem passa pela calçada consegue ver, por exemplo, um vaso sanitário no térreo.
O prédio foi inaugurado em dezembro pelo então prefeito Pedro Wosgrau Filho (PSDB). Os 997 alunos do Conservatório Maestro Paulino terão aulas a partir do próximo mês.
Imagens dos "banheiros transparentes" circulam nas redes sociais. "Isso sim é obra pública feita com transparência", afirma um comentário. O Ministério Público Estadual já afirmou, inclusive, que vai investigar a construção.

Prédio público tem banheiro com paredes de vidro

Fabio Matavelli/Folhapress
Banheiros de prédio público em Ponta Grossa (PR) têm paredes de vidro
O diretor do conservatório, Jairo Ferreira, diz que se chateou com a repercussão. "Em 42 anos, quando enfim ganhamos um bom espaço para trabalhar, acontece isso."
Outro ponto chama a atenção na construção de 2.000 metros quadrados e dois andares: há portas de emergência nos andares altos que não levam a lugar nenhum. Não foram instaladas escadas.
A atual administração aponta ainda infiltrações e o receio de que o espaço concentre um calor excessivo.
"O prédio foi feito para ser sustentável. É de vidro para não precisar de muita iluminação artificial. Mas no verão pode se tornar uma verdadeira estufa", diz o secretário municipal de Planejamento, João Ney Marçal Júnior.
A prefeitura planeja instalar uma película nas paredes dos banheiros para dar privacidade aos usuários, mas ainda não estima os custos.
O secretário afirma ainda que a empreiteira responsável pela construção vai reparar as infiltrações. Outras questões serão avaliadas.
O ex-prefeito de Ponta Grossa, que é engenheiro civil, diz que considera o prédio totalmente concluído, com apenas "alguns detalhes" precisando de ajustes.
"Todo o prédio é de vidro. O banheiro também. Mas já inventaram cortinas, persianas e películas. Trata-se de um detalhe de decoração."
Para ele, a falta de escadas nas portas de saídas de emergências e as infiltrações também são "detalhes".

Nenhum comentário:

Postar um comentário