segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Prefeituras na região tocantina estão em situação de emergência




Prefeituras na região tocantina estão em situação de emergência

Ainda não sabemos exatamente quantas prefeituras na região estão em condições de fazer alguma coisa para a população, tal o nível de verdadeira calamidade pública que afeta a imensa maioria dos nossos 217 municípios do estado.
  Os únicos prefeitos que não têm o que reclamar, ao menos publicamente, da condição em que receberam a cidade que vão governar pelos próximos quatro anos são os reeleitos.
Não há um único prefeito eleito em 2012 que não reclama da famosa “herança maldita” deixada pelo antecessor. 
Enquanto não tivermos gestores municipais de verdade, o Maranhão não conseguirá superar os índices socioeconômicos sofríveis que nos envergonham nacionalmente. 
  Pode chegar o mais preparado dos homens ou mulheres públicos no Palácio dos Leões, mas se não houver mudanças pelas bases através da boa gestão dos municípios continuaremos a viver em um estado medíocre.
  Contudo, essa triste realidade dos municípios não absolve os vários governos que não tiveram o devido cuidado para que não se chegasse a uma situação tão crítica, pois foram complacentes e alguns casos até sócios da mesma agiotagem, incompetência e corrupção que arruinaram com as prefeituras maranhenses.
 Alguns políticos reclamam da imprensa por noticiarem somente ações negativas da classe. No entanto estamos aguardando tais fatos positivos para também noticiar.










Ainda não sabemos exatamente quantas prefeituras na região estão em condições de fazer alguma coisa para a população, tal o nível de verdadeira calamidade pública que afeta a imensa maioria dos nossos 217 municípios do estado.







Os únicos prefeitos que não têm o que reclamar, ao menos publicamente, da condição em que receberam a cidade que vão governar pelos próximos quatro anos são os reeleitos.


Não há um único prefeito eleito em 2012 que não reclama da famosa “herança maldita” deixada pelo antecessor. 

Enquanto não tivermos gestores municipais de verdade, o Maranhão não conseguirá superar os índices socioeconômicos sofríveis que nos envergonham nacionalmente. 

Pode chegar o mais preparado dos homens ou mulheres públicos no Palácio dos Leões, mas se não houver mudanças pelas bases através da boa gestão dos municípios continuaremos a viver em um estado medíocre.
Contudo, essa triste realidade dos municípios não absolve os vários governos que não tiveram o devido cuidado para que não se chegasse a uma situação tão crítica, pois foram complacentes e alguns casos até sócios da mesma agiotagem, incompetência e corrupção que arruinaram com as prefeituras maranhenses.

Alguns políticos reclamam da imprensa por noticiarem somente ações negativas da classe. No entanto estamos aguardando tais fatos positivos para também noticiar.






Nenhum comentário:

Postar um comentário