quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Queda de helicóptero mata 2 na região central de Londres

 

Acidente próximo à estação Vauxhall deixou 9 feridos, um em estado grave.
Aparelho bateu em guindaste sobre prédio e caiu, atingindo carros.

Do G1, com agências internacionais
Um helicóptero caiu nesta quarta-feira (16) na região central de Londres, provocando duas mortes e deixando nove feridos, um deles em estado grave, segundo a polícia britânica.
O acidente ocorreu durante a hora do rush, perto da importante estação de trem Vauxhall no bairro movimentado de Lambeth, próximo a uma ponte movimentada sobre o Rio Tâmisa.
A polícia foi alertada às 8h locais (6h do horário brasileiro de verão).
De acordo com o comissário Bernard Hogan-Howe, o aparelho se chocou contra uma grua que estava no alto de um prédio residencial em construção e caiu no chão, envolto em uma bola de fogo. Parte da grua também despencou.
Havia neblina na hora do acidente, o que pode ter provocado o choque.
Pelo menos dois veículos que estavam estacionados na região foram atingidos pelas chamas, segundo as testemunhas.
Os bombeiros disseram ter resgatado um homem de um carro em chamas perto da estação.
Três dos feridos foram levados a hospitais da região.
Ninguém estava trabalhando na obra na hora do acidente, segundo a Scotland Yard.
Um dos mortos era o piloto do helicóptero, e outro estava em um prédio atingido, de acordo com a polícia.
'Estrondo'
Paul Ferguson, uma testemunha interrogada pela BBC, relatou: "houve um lampejo e o helicóptero caiu no chão. Explodiu e você pode imaginar a fumaça que saiu dali".
'Ele se dirigia provavelmente a um heliporto próximo. Pode ser que nesta manhã com neblina as luzes da Torre St. George, próxima, não estivessem acesas e (o helicóptero) tenha atingido o extremo da grua e perdido o controle", disse.
mapa londres queda helicóptero 16/1 versao 2 (Foto: 1)
"Houve um estrondo realmente alto", disse Julie Marsden, que trabalha em um prédio do escritórios próximo`, à agência Reuters. "Vimos o guindaste cair no chão, e essa enorme coluna de fumaça preta."
O pedreiro Rezart Islami, do Kosovo, que estava em uma obra próxima, disse ter visto o helicóptero voando rápido sobre o rio antes de bater no guindaste, perder o controle e cair no chão em chamas. O guindaste também caiu, atingindo dois carros.
Edmir Pishtar, outra testemunha, disse ter visto metade do guindaste caindo sobre dois carros na rua. Ele depois conversou com o operador do guindaste, que estava prestes a entrar na cabine. "Ele estava literalmente tremendo, porque estava se preparando para subir no guindaste, e estava atrasado."
Muitas chamadas de emergência foram feitas para os bombeiros.
Pelo menos quatro ambulâncias foram mandadas à região.
As ruas próximas foram fechadas, e as autoridades pediram aos moradores que evitassem a região, que ficou congestionada.
No aeroporto London City, os voos foram prejudicados nesta quarta-feira em consequência da baixa visibilidade.
Fumaça e fogo se erguem do local do acidente com helicóptero nesta quarta-feira (16) em Londres (Foto: Toby Scott, PA/AP)Fumaça e fogo se erguem do local do acidente com helicóptero nesta quarta-feira (16) em Londres (Foto: Toby Scott, PA/AP)
Torre residencial em construção
O edifício circular sobre o qual estava o guindaste -a Torre 1 de St. George Wharf- é descrito no site do empreendimento como uma das mais luxuosas opções residenciais de Londres, com vista de 360º para a cidade.

A torre, que ainda não está ocupada, tem 52 andares, 185 metros de altura e 212 apartamentos de luxo. Nos últimos anos, a imprensa relatava que a cobertura poderia custar até 50 milhões de libras (US$ 80 milhões).

Um correspondente da Reuters no local disse que pedaços retorcidos do guindaste podiam ser vistos pendurados nas paredes da torre, cujo topo estava encoberto por uma nuvem baixa.


Tony Pidgley, presidente da incorporadora Berkeley Group, responsável pela construção, disse que não houve vítimas entre as pessoas que estavam na obra naquele momento.
"O operador do guindaste normalmente começa às 8h em ponto, mas hoje excepcionalmente estava atrasado", disse.
Pidgley disse que é cedo para especular sobre as causas do acidente, mas os helicópteros normalmente deveriam voar cerca de 150 metros acima de estruturas elevadas. A visibilidade era baixa no momento da colisão.
Polícia descarta terrorismo
A polícia britânica afirmou que não há nada que indique ligação com terrorismo na queda do helicóptero.

"Não há nada que sugira qualquer ligação com o terrorismo", disse um porta-voz da polícia antiterrorista, que privilegia a hipótese de que se tratou de um acidente.
O desastre ocorreu perto de locais importantes como a sede do serviço britânico de espionagem MI6 e o Parlamento.
Um ataque terrorista ao sistema de transporte de Londres em 2005 matou 52 pessoas.
Três veículos que estavam na região foram atingidos, segundo as testemunhas. Havia destroços pelas rua. (Foto: Stefan Wermuth/Reuters)Três veículos que estavam na região foram atingidos, segundo as testemunhas. Havia destroços pelas rua. (Foto: Stefan Wermuth/Reuters)

Nenhum comentário:

Postar um comentário