segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Por recordação, musas guardam fantasias dos desfiles passados



Destaques das escolas posaram para o G1 com roupas preferidas.
Algumas partes, como as penas, são reaproveitadas em novas peças.

Ana Paula Minerato, musa da Gaviões da Fiel, posa com sua fantasia preferida. (Foto: Clara Velasco/G1)Ana Paula Minerato, musa da Gaviões da Fiel, posa com sua fantasia preferida. (Foto: Clara Velasco/G1)
Depois de aparecer em diversas fotos, de chamar a atenção e de brilhar na avenida, as fantasias das rainhas e musas do carnaval de São Paulo geralmente têm um destino trágico: a reciclagem. Algumas são fantasias valiosas, muitas com detalhes em ouro e cristais Swarovski. Peças sortudas, porém, ganham tanto o carinho das suas donas que acabam sendo guardadas por recordação.
Musa da Gaviões da Fiel, a modelo Ana Paula Minerato, de 21 anos, disse que desfila na escola como passista desde os 13 anos e que ainda tem fantasias guardadas desta época. “Devo ter umas sete no total. Eu não gosto de me desfazer, tenho um carinho muito forte. A de passista nem é tão luxuosa que nem as de hoje, era bem mais simples, mas guardo por lembrança”, disse.
Fantasia branca usada por Ana Paula em 2010 custou R$ 5 mil (Foto: Clara Velasco/G1)
Fantasia branca usada por Ana Paula em 2010
custou R$ 5 mil (Foto: Clara Velasco/G1)
A que Ana Paula mais gosta é uma vermelha que ela usou no carnaval de 2012, quando sua escola homenageou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “O carro em que saí representava o amor, então minha fantasia era de coração. Ficou perfeita. Recebi muitos elogios por ela”, comentou. Além disso, era a primeira vez que a jovem saía toda em vermelho. “Já desfilei tantos anos só no preto e no branco, então quando muda, a gente se anima”, disse. A fantasia custou R$ 6 mil.
A modelo guarda com carinho também uma fantasia branca usada no desfile da Gaviões de 2010, que custou aproximadamente R$ 5 mil. “O carnaval foi muito esperado, pois era o centenário do Corinthians. Além disso, eu desfilei no carro que estava o meu maior ídolo, o Ronaldo. Foi inesquecível”, suspirou. Segundo Ana Paula, a fantasia estava tão bonita que ela até recebeu um “tchauzinho” e um beijo de longe do ex-jogador de futebol.
Elen mostra fantasia banhada em ouro e com cristais Swarovski usada no carnaval do ano passado (Foto: Raul Zito/G1)Elen mostra fantasia banhada em ouro e com cristais Swarovski usada no ano passado (Foto: Raul Zito/G1)

Desfile inesperado
Dos sete anos que a madrinha de bateria da Unidos de Vila Maria, Elen Pinheiro, saiu no carnaval, cinco estão representados nas fantasias que ela guarda. “Procuro guardar todas as fantasias que eu consigo, mas parte das penas eu reaproveito, pois são muito caras. Guardo mais por recordação”, contou.

A preferida da bela é uma que ela usou em 2012, como musa da Vila Maria, toda banhada em ouro e cravejada de cristais Swarovski. O custo total foi de R$ 15 mil. “Foi bem marcante. Eu não ia sair, mas uma semana antes do desfile me convidaram, pois a Larissa Riquelme, que era a musa, tinha saído. Tiveram que ajustar a fantasia às pressas, mas ficou linda. Foi bem especial”, lembra.
Andreia Gomes desfilou em 2011 com a fantasia de jaguatirica. (Foto: Daigo Oliva/G1)Andreia Gomes desfilou em 2011 com a fantasia
de jaguatirica. (Foto: Daigo Oliva/G1)

Fantasia na íntegra
Há mais de 10 anos à frente da bateria da Tom Maior, a rainha Andreia Gomes guarda apenas uma fantasia inteira, exatamente como foi criada. O traje inspirado em uma jaguatirica foi usado em 2011, ano em que a escola ficou em nono lugar com um enredo em homenagem a São Bernardo do Campo. “É uma fantasia de que gosto especialmente. Achei muito linda. Tinha garras, uma espécie de macacão e usei até lente de contato, então guardo com carinho”, contou a rainha.


Valor sentimental
A modelo Tati Minerato, rainha de bateria da Gaviões da Fiel, também guarda com carinho uma fantasia que mandou fazer em 2012. “Costumo me desfazer de todas as fantasias com que desfilo, mas essa guardei porque fui com ela a capa de uma conceituada revista no mundo do samba e gosto dela especialmente. Tem as cores da minha escola, é delicada, então tem um valor sentimental”, contou ao G1. Quanto às fantasias usadas nos desfiles, ela conta que costuma reaproveitar materiais, mas não as guarda porque não gosta de repetir trajes.

Tati Minerato posa com fantasia que considera especial por ter usado durante sessão de fotos para revista (Foto: Raul Zito/G1)Tati Minerato posa com fantasia que considera especial (Foto: Raul Zito/G1)
Apesar de guardar, Elen concorda que as peças acabam ficando sem uso. “Acabo não usando de novo, pois não dá para sair com a fantasia repetida mesmo em fotos. Dá para desmontar, mas dá muito trabalho, então acho melhor comprar uma nova para cada desfile”, disse.
Já Ana Paula tenta usar em eventos, mas também reaproveita o que consegue das fantasias, como as penas. “Algumas conseguem ser usadas novamente em outras peças, mas, às vezes, não dá pela cor. Mas ainda assim guardo por um tempo, pois dá uma dó de jogar fora. E vender também não dá certo, pois as pessoas não valorizam. Vender barato o que você pagou tão caro não dá, prefiro ficar para mim”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário