sábado, 15 de junho de 2013

AMARANTE: 10 mil pessoas na principal Avenida da cidade protestando contra a Ampliação da Reserva Indígena Governador.

Manifestação popular contra a demarcação da questionada área Indígena Governador em Amarante

            A população de Amarante, realizou uma grande manifestação na manhã, de sexta-feira (14). Foram quase 10 mil pessoas na principal Avenida da cidade  protestando contra a Ampliação da Reserva Indígena Governador.

            Compareceram ao evento representantes religiosos, representantes de associações, representante do Sindicato do Trabalhadores Rurais, e representantes de todas as áreas de assentamento do município, o movimento também contou com o apoio da Prefeitura Municipal e da Câmara Municipal.
            O presidente da comissão organizado contra ampliação da reserva Indígena Governador, Dr. Mauro Sergio Lima Marinha, em entrevista a Imprensa disse: “Vejo com muito entusiasmo este ato publico, superou as expectativas, o poder publico, a sociedade civil organizado e estudantes.
            Acreditamos na força do povo, nossos advogados, nosso antropólogo e a justiça de Deus, tenho certeza que todos juntos Amarante vai vencer essa batalha”. 
Segundo a Comissão com a possível demarcação:
- cerca de 20 mil pessoas serão expulsas de áreas de assentamentos e propriedades rurais do município;
- 75% da área total do município passa  para reserva indígena;
- 11 Assentamentos, sendo 06 do INCRA e 05 do Banco da Terra serão extinguidos;
- Aproximadamente 1500 propriedades rurais ficarão dentro da reserva indígena, acabando com 50% da produção econômica do Município, que hoje tem sua economia baseada na agropecuária;
- Aproximadamente 3000 famílias, com uma população estimada em 20.000 pessoas serão afetadas diretamente e lógico que indiretamente todo o município será afetado também.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário