segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Cigano perde por nocaute no 5º assalto disputa pelo título dos pesados do UFC




Foi uma luta dura, foi muito difícil. Ele é um lutador duro. Estava preparado para tudo. Tentei acertar golpes mais duros desta vez", disse Velasquez.

O americano de origem mexicana Cain Velasquez venceu ontem o terceiro duelo com o brasileiro Junior Cigano, que tentava recuperar o título dos pesados do UFC, por nocaute no quinto e último assalto. A luta aconteceu no Toyota Center, em Houston, nos EUA.
Pat Sullivan/Associated Press
Cigano (esq.) tenta se defender dos ataques de Cain Velasquez
Cigano (esq.) tenta se defender dos ataques de Cain Velasquez
"Ele me venceu, o que posso dizer? Ele é um grande lutador. Espero aprender com essa luta e voltar melhor", filosofou Cigano.
Desde o início, Cigano, que tem como destaque a luta em pé, especialmente com os golpes de boxe, não conseguiu manter o americano a distância.
Cain o levou ao chão ou o manteve pressionado durante todo o combate. Durante o segundo assalto o mexicano passou a dominar até nas trocas de golpes com as mãos, apesar de o brasileiro ocasionalmente levar perigo. O castigo foi aumentando a cada assalto que passava.
Cigano foi examinado pelos médicos do combate em várias oportunidades, como no intervalo entre o terceiro para o quarto assalto, por sangrar abundantemente.
Em todos os três combates entre Velasquez e Cigano, o cinturão dos pesados do UFC esteve em jogo. Velasquez tem agora duas vitórias e Cigano uma, na série.
Cigano conquistara o título com um nocaute em apenas 64 segundos do primeiro assalto. O mexicano dominou o brasileiro na revanche, por cinco assaltos, para reconquistar o cinturão, no fim do ano passado.
O UFC planeja organizar seu primeiro show no México no ano que vem.
Outro peso-pesado brasileiro, Gabriel Napão, nocauteou o americano Shawn Jordan em um assalto em uma das preliminares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário