terça-feira, 15 de outubro de 2013

Do inferno ao céu: Fernandinho faz torcida esquecer meia Bernard


Atacante, expulso logo na estreia pelo Galo, foi herói na vitória contra o Cruzeiro no último domingo, no Independência

Uma estreia desastrosa, com direito a cartão vermelho ainda no primeiro tempo. Quatorze jogos depois, Fernandinho sai de campo como herói, decisivo em um clássico contra o maior rival, o Cruzeiro. O atacante atleticano vem mudando o cenário no Atlético-MG e, após chegar como "substituto de Bernard", já começa a fazer a torcida esquecer o jovem ex-camisa 11.

No dia 18 de agosto, Fernandinho estreou pelo Galo e foi expulso por acertar o braço no rosto de Jorge Henrique (lembre como foi o lance no vídeo ao lado). A semana seguinte à estreia infeliz não foi fácil, como revelou o jogador.
- Eu sempre trabalhei da melhor forma possível, dando o melhor de mim. Quando cheguei e aconteceu esse fato, foi muito ruim para mim, foi triste.
Mas o jogador revelou algumas palavras do técnico Cuca que o fizeram acreditar que a história iria mudar.
- O Cuca falou uma frase que eu nunca vou esquecer. "Pode ficar tranquilo que você ainda vai me dar muitas alegrias e à torcida também". E graças a Deus isso vem acontecendo.
Com a sequência de jogos, Fernandinho marcou quatro gols e caiu nas graças da torcida, já que se encaixou com uma luva na equipe, na vaga de Bernard, vendido ao Shaktar. O atacante elogiou muito o antecessor e admitiu dificuldade para corresponder à altura.
- É um grande jogador. Não tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente. Mas vai ter muita felicidade lá fora, pela pessoa que é, pelo que faz em campo. Não é fácil ocupar o lugar dele, mas fui muito bem recebido. O Cuca me dá todo o apoio e isso tem sido fundamental.
Fernandinho e Neto Berola comemoram gol do Atlético-MG (Foto: Reprodução / TV Globo Minas)Fernandinho e Neto Berola comemoram gol do Atlético-MG (Foto: Reprodução / TV Globo Minas)
Decisivo no clássico contra o Cruzeiro, Fernandinho comemorou muito a volta por cima e disse já ter a noção do que é um clássico mineiro.
- Fiquei muito feliz pela partida que fiz, que o nosso time fez. Agora tenho (noção). Um jogão, jogo bom de jogar. Agradeço a Deus por ter participado do clássico e de ter sido abençoado com o gol. A equipe está de parabéns pela luta, vontade de ganhar.
Classificado pelo jogador como o mais bonito da carreira, o gol da vitória logo no primeiro clássico ainda está fresco na memória do atacante (veja o gol no vídeo ao lado).
- Foi o mais bonito. Até pelo momento, pelo jogo, pelo clássico. Dominei ela um pouco errado. Ela fugiu do domínio. O Bruno (Rodrigo) achou que dava para ele, eu consegui tirar com a ponta do pé. Ela ficou bem posicionada para bater de chapa. Fui feliz e consegui fazer o gol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário