sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Empresário de Açailândia realiza visita técnica no Canadá


Visita ao país fez parte da Missão técnica Leite Nordeste do Sebrae

O empresário Luís Costa Coelho esteve, no último mês de novembro, no Canadá, para conhecer a cadeia produtiva do leite canadense que é considerada uma das mais organizadas do mundo. A visita técnica foi realizada junto a comitiva de gestores do Sebrae e outros produtores do nordeste.

Coelho conta que foi gratificante participar da missão. Para “Uma oportunidade como essa, oferecida pelo Sebrae, garante inovação e muito conhecimento para, a partir de agora, ser colocado em prática em minha indústria. Mas reconheço que esse processo é lento, já que é preciso primeiro trabalhar outros fatores para implantar tais mudanças”, refletiu.
A escolha de representantes da região para participar do projeto no Canadá deveu-se ao fato de que, a cadeia produtiva da região nordestina se destaca pela capacidade de gerar ocupação e renda durante todo o ano e por ter registrado expressivo crescimento nos últimos anos.Representando o Sebrae Maranhão, viajaram nesta missão a gestora técnica de agronegócio da unidade regional de Imperatriz, Márcia Maria Martins, que foi acompanhada do proprietário do Laticínio Vovó Lenita de Açailândia, Luiz Coelho Costa e do produtor rural de Imperatriz, Renato José Nogueira.Luís Coelho que também é presidente do Sicoob Credima, durante a viagem teve a oportunidade de conhecer institutos renomados de pesquisa agropecuária, universidades e fazendas, onde pôde conhecer técnicas que garantem a melhoria na produção do leite.
“Temos que sempre estar buscando conhecimento e inovação, pois a cada dia que a gente aprende um pouco mais é possível transformar a realidade e procurar mudar algo que estamos fazendo para melhor”, destacou.
A Missão
A comitiva foi composta por cerca de 30 pessoas, entre gestores do Sebrae da Região Nordeste, lideranças institucionais dos estados da região e empreendedores do segmento leiteiro. Os participantes puderam visitar renomados institutos de pesquisa agropecuária como a Universidade de Guelph, a União de Produtores Agrícolas, a Universidade de McGill, a Agência Valacta, o Insituto de Tecnologia Agroalimentar do Quebéc, a Empresa Biena e o Instituto Tecnológico Saint – Hyacinthe Technopole, assim como algumas fazendas da região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário