domingo, 16 de março de 2014

Hendricks vence Lawler por pontos e é o novo rei dos meio-médios do UFC


Lutador conquista o cinturão da divisão por decisão unânime dos juízes após cinco rounds muito disputados. Luta foi muito equilibrada e aplaudiu

Após cinco anos de domínio do canadense Georges St-Pierre, a categoria dos meio-médios do UFC tem um novo campeão. Após cinco rounds de disputa intensa no American Airlines Center, em Dallas - que recebeu o público de 19.234 pagantes, o maior de um evento do UFC nos EUA -Johny Hendricks conquistou o cinturão que tanto perseguiu após uma vitória duríssima contra Robbie Lawler por decisão unânime dos juízes (triplo 48-47). Após o anúncio do resultado, o novo campeão caiu de joelhos no octógono, gritando de felicidade, enquanto Lawler não escondia o abatimento pela oportunidade perdida.
- Meu Deus! Robbie é muito duro. Houve rounds muito difíceis e eu acho que realmente eu venci. Esses caras aqui de Dallas são demais, eles são tudo para mim. Aqui está, o cinturão é meu. Quero agradecer a minha mulher, minhas filhas e minha equipe. Muito obrigado por tudo. Acho que minha tática funcionou, mas Robbie é duríssimo. Acho que vamos nos encontrar de novo e terei que repensar a minha forma de lutar - disse Hendricks.
Para Lawler, a decisão dos juízes foi justa.
- Johny é um grande lutador, conseguiu me trazer um grande desafio e me derrubou quando teve de derrubar. Parabéns para ele. Eu defendi um chute e não estava confortável para chutar. Acho que não fiz o suficiente para vencer - disse Robbie Lawler
A luta
UFC 171 Johny Hendricks cinturão  (Foto: Agência Getty Images)Hendricks, com o cinturão, acena para o público que o
aplaudia em Dallas, no UFC 171 (Foto: Getty Images)
A luta começou com Hendricks buscando um chute baixo, e Lawler aproveitou para contragolpear com um direto de esquerda e uma série de golpes na cabeça, sem muito impacto. A lita se manteve equilibrada e com movimentos semelhantes de ambos os lados. Os dois lutadores evitavam soltar o jogo, poupando-se para os rounds seguintes.
O segundo round teve uma intensa troca de jabs de ambas as partes, já que os dois lutadores pareciam muito preocupados em manter um ao outro à distância. Hendricks aplicava alguns chutes, enquanto Lawler usava exclusivamente os socos, e defendia bem as investidas do rival. Não mostrando pressão nas mãos, Lawler apostava em suas esquivas e na velocidade para evitar os golpes de Hendricks, que pontuava muito mais que ele. No fim do round, uma boa combinação de soco e chute de Lawler acertou o rosto do rival, que devolveu com dois bons socos.
No terceiro round teve, no seu início, o panorama semelhante ao dos rounds anteriores. Na sua primeira metade os golpes foram trocados em igualdade, mas a partir da segunda metade, Lawler acertou um duro golpe de esquerda que balançou Hendricks. Lawler percebeu e partiu para golpear em sequência, que se defendia como podia e já apresentava um ferimento no nariz. Conforme o round se encaminhava para o fim, Hendricks conseguiu se recuperar e sofrer menos golpes até o fim.
O quarto round trouxe Lawler mais determinado e aplicando golpes mais fortes, enquanto Hendricks, que mostrava boa resistência aos socos recebidos na cabeça, tentava diminuir o ritmo do rival com quedas, sempre defendidas. O olho direito de Hendricks já mostrava um grande sangramento, fruto dos socos e das joelhadas recebidas.  A 1m45s do fim do round um uppercut acertou Hendricks em cheio, e ele sentiu, mas devolveu imediatamente com dois socos de esquerda. Nos últimos segundos, Hendricks conseguiu derrubar Lawler sentado na grade e tentou uma guilhotina, mas não teve tempo para completar o movimento.
UFC  Johny Hendricks e Robbie Lawler (Foto: Agência Getty Images)Johny Hendricks acerta um chute em Robbie Lawler na sua vitória no UFC 171, em Dallas (Foto: Getty Images)
No quinto e decisivo round os dois lutadores se mostravam muito cansados, mas não diminuíam o ritmo da luta. Após ficarem algum tempo na grade e serem separados pelo árbitro, a luta voltou a ser disputada no centro do octógono. Os jabs de Robbie Lawler continuavam a atingir Johny Hendricks, que passou a devolver golpes duros a dois minutos do fim. A plateia vibrava a cada golpe dado pelos dois atletas. A 40s do fim da luta Hendricks conseguiu derrubar Lawler, que ficou sentado, apoiado na grade e acertando socos nas costelas. Ao fim da luta, ambos levantaram vibrando, e foram parabenizados por suas equipes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário