sábado, 5 de abril de 2014

Acordo põe fim à greve na Polícia Militar do Maranhão


Comando vai estudar distorções salariais e delimitação de horários dos policiais militares.
Maurício Araya / Imirante.com*

Divulgação / Olívia Vidigal
SÃO LUÍS – Em entrevista ao programa Ponto Final, da Rádio Mirante AM, deste sábado (5), o senador João Alberto Souza (PMDB) – que, na noite dessa sexta -feira (4), se reuniu com o comando de greve da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA) – falou sobre as negociações que culminaram no fim da paralisação de parcela dos policiais militares. Ele disse, durante a entrevista, que o apoio da governadora do Estado, Roseana Sarney e do comandante da PM-MA, coronel Aldimar Zanoni Porto, foram fundamentais para chegar a um acordo.
"A governadora ajudou muito para que se encontrasse uma fórmula, e, inclusive, chamou o comandante da polícia, o coronel Zanoni, mostrou a ele que deveria se relevar, porque nós já tivemos tantos problemas lá na ação. Então, fizemos um acordo, em que eles teriam um procedimento, cada um, ao voltar, e que nós não seríamos rigoroso nesse procedimento", explicou sobre a polêmica causada sobre a quebra de hierarquia no Comando.
A paralisação já durava nove dias. Aquartelados no estacionamento Câmara Municipal de São Luís, eles reivindicavam reajuste salarial de 12%, carga-horária de 40 horas semanais, aplicação do Código de Ética e livre promoção.
Ontem, em nota oficial, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-MA) confirmou o fim do movimento de paralisação de policiais militares, nos termos do acordo firmado, mas não informou se as reivindicações salariais foram, ou não, atendidas pelo documento. Na entrevista de hoje, o senador João Alberto afirmou que, pelo acordo, o Comando vai estudar a situação sobre as distorções salariais e delimitação de horários dos policiais militares.
Prisão
Durante a greve, o ex-comandante da PM-MA, no governo Jackson Lago, coronel Francisco Melo foi preso e recolhido no Comando Geral localizado no Calhau, após manifestação realizada por um grupo de policiais militares na avenida Beira-Mar, próximo ao Terminal da Praia Grande.
Com informações da Mirante AM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário