quinta-feira, 15 de maio de 2014

Exclusivo!!! O email que elucidou o caso Décio


exclusivoExatos dois anos e 20 dias depois do assassinato do jornalista Décio Sá, este blog teve acesso, ontem, ao e-mail que, ao que tudo indica, levou à polícia a descobrir o matador do jornalista.
A mensagem eletrônica foi enviada à 10h48 da manhã do dia 24 de abril de 2012, horas depois da execução.
O autor usou o e-mail carlos1231@hotmail.com e encaminhou as informações à caixa postal de uma pessoa que preferiu se manter oculta, como se ver nas tarjas do print abaixo:
decio
- A QUADRILHA QUE ASSASSINOU O JORNALISTA NA LITORANIA ESTA LOCALIZADA NA PIRANMIDE (sic) - afirma o tal carlos 1231, para, em seguida, revelar nomes:
- VADENIO JOSE DA SILVA O MANDANTE COM SEUS COMPASSAS (…) QUE JA TEM VARIOS ASSASSINATOS E HOMICIDIOS (…), FABIO TAMBEM TEM VARIOS HOMICIDIOS E UM TAL DE VENHO QUE TAMBEM TEM VARIOS HOMICIDIOS (sic).
A pessoa que recebeu o email o encaminhou às 16h46 à caixa postal de um membro do 3º Batalhão de Polícia Militar, cujo endereço eletrônico também foi preservado.
Horas depois, a polícia anunciou a prisão de Valdêmio como envolvido no caso Décio. O homem identificado por “Venho” nunca foi identificado. E dois “Fábios” foram presos – Fábio Buchecha e Fábio Capita – embora não se possa afirmar, pelas características apresentadas, que um deles possa ser o Fábio apresentado na mensagem.
Valdêmio ficou preso até meados o início do mês de junho de 2012. E pelo que se apurou na época do crime, teria sido ele o responsável pela delação da história que levou à morte do jornalista, inclusive dando nomes de envolvidos.
No dia 12 de junho de 2012, a polícia anunciou a execução de Valdêmio, na Vila Pirâmide – provavelmente na mesma casa relatada na mensagem – mas nunca deu informações sobre os autores.
No dia seguinte, foram presos como envolvidos no assassinato de Décio Jhonatan de Souza, Fábio Buchecha, Fábio Capita, Júnior Bolinha,  Gláucio Alencar e José Miranda.
E esta é a história que todos conhecem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário