quarta-feira, 14 de maio de 2014

Número de mortos após explosão em mina da Turquia sobe para 151

Segundo ministro, 780 pessoas estavam no local no momento da explosão.

Setenta e seis foram socorridos com ferimentos, um deles em estado grave.

Número de mortos após explosão em mina da Turquia sobe para 151 (Foto: BULENT KILIC/AFP)Um dos trabalhadores socorridos após a explosão da mina na Turquia (Foto: Bulent Kilic/AFP)
Ao menos 151 mineiros morreram e cerca de 200 ficaram soterrados após a explosão de uma mina de carvão em Soma, no oeste da Turquia, nesta terça-feira (13), anunciou o ministro de Energia do país. Segundo a agência de notícias Associated Press, Taner Yildiz afirmou que 780 pessoas trabalhavam no local quando a explosão ocorreu e que 76 feridos, um deles em estado grave, foram socorridos. Por volta das 21h (horário de Brasília), os soterrados continuavam presos. 
O balanço anterior era de 17 mortos, 11 feridos e mais de 200 retidos no interior da mina, divulgado pela Afad, a agência turca de resposta a desastres.
A explosão teria sido causada por uma falha elétrica, ocorrida por volta das 9h30 (horário de Brasília). À noite, as equipes de socorristas continuavam a retirar os feridos a conta-gotas, a maioria com graves dificuldades respiratórias.
Sobrevivente de explosão em mina na Turquia é recebido com emoção por colega de trabalho.  (Foto: Bulent Kilic/AFP)Sobrevivente de explosão em mina na Turquia é
recebido com emoção por colega de trabalho
(Foto: Bulent Kilic/AFP)
Os bombeiros tentavam bombear ar para as galerias da mina para os mineiros presos cerca de dois quilômetros sob a superfície da terra e a uma distância de quatro quilômetros da entrada da mina. Segundo os bombeiros, uma fumaça espessa dificulta o avanço das equipes.
Os socorristas enviaram um helicóptero para o local do acidente, e o Exército, uma equipe de cerca de 20 pessoas, segundo a agência turca de notícias Anatolia. Os mineiros teriam máscaras de oxigênio à sua disposição, mas não se sabe por quanto tempo podem sobreviver nessas condições, de acordo com a imprensa local.
Parentes dos mineiros estão no local do acidente e no hospital de Soma, para onde os feridos estão sendo levados. Muitos estão aos prantos.
"Espero notícias do meu filho desde o início da tarde", disse Sena Isbiler à agência de notícias France Presse. "Não tenho notícia alguma. Ele ainda não saiu", lamentou. "Já houve pequenos acidentes aqui, mas é a primeira vez que vemos um acidente tão grave como esse", afirmou um mineiro, ainda em estado de choque.
Em um comunicado, a companhia mineradora Soma Komur considerou o episódio um "acidente trágico" e lamentou que "infelizmente, alguns dos nossos empregados perderam a vida nesse acidente."
O Ministério turco do Trabalho e da Segurança Social anunciou que a mina foi inspecionada pela última vez em 17 de março e que aplica as normas em vigor.
As explosões em minas de carvão são comuns na Turquia, principalmente no setor privado, que, em muitos casos, não respeita as regras de segurança. O acidente mais grave aconteceu em 1992, quando 236 mineiros perderam a vida em uma explosão de gás na mina de Zonguldak.
O distrito de Soma, que tem cerca de 100.000 habitantes, é um dos principais centros de extração de lignito (carvão fóssil), a principal atividade da região.
Equipes de resgate tentam tirar os trabalhadores soterrados na mina (Foto: IHA/AP)Equipes de resgate tentam tirar os trabalhadores soterrados na mina (Foto: IHA/AP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário