segunda-feira, 18 de agosto de 2014

BOTA VENCE E SAI DO Z-4; FRED ERRA PÊNALTI, E FLU FICA PRESSIONADO: 2 A 0


Com gols de Daniel e Zeballos, Alvinegro ganha clássico em Brasília, e as duas equipes passam a viver situações diferentes no Brasileirão
Fred tem o Botafogo como sua maior vítima na carreira: 10 gols em 14 jogos. Teve uma chance de ouro, neste domingo, no Mané Garrincha, em Brasília, para ampliar a marca e ajudar o Fluminense. Porém, isolou o pênalti sofrido por Rafael Sobis. Eram 42 minutos do segundo tempo, e a chance de reação tricolor, em um clássico fraco tecnicamente, porém, emocionante, foi para o espaço. O Alvinegro, assim, conseguiu manter a vitória por 2 a 0, construída em quatro minutos, com gols de Daniel e Zeballos, e, ao deixar a zona de rebaixamento, respirar no Brasileirão.
Com 16 pontos, o Bota subiu para o 12º lugar. Saiu do Z-4. E sonha em nova realidade: tranquilidade em campo e fora dele em uma semana na qual os salários atrasados começaram a ser pagos. O Flu se manteve em quarto, com 26, mas a boa fase da tabela é mera aparência. Após a eliminação na Copa do Brasil, com vexatória goleada para o América-RN, viveu dias de protestos nas Laranjeiras. E o sonho de título tem a realidade de sete pontos atrás do líder Cruzeiro. Pior: o São Paulo, com a mesma pontuação, em quinto, ameaça a presença no G-4.
Enquanto aguarda a definição de seu adversário nas oitavas de final da Copa do Brasil - o sorteio na CBF será realizado nesta segunda-feira -, o Botafogo desafia o Figueirense, quarta-feira, em Florianópolis, às 19h30m (de Brasília). O Fluminense, igualmente em Santa Catarina e no mesmo dia, porém, às 22h, em Chapecó, encara a Chapecoense.
Daniel Botafogo gol FLuminense (Foto: Adalberto Marques / Agência Estado)Daniel comemora gol do Bota: chute no ângulo esquerdo de Cavalieri (Adalberto Marques / Agência Estado)
Blitz do Bota: dois gols em quatro minutos
Vagner Mancini idealizou jogar em cima do bom aproveitamento aéreo de Ferreyra – Emerson estava suspenso. Cristóvão Borges, mesmo sem Wagner, desfalque de última hora, com problema de varizes intestinais, na intensa troca de passes e velocidade de seus jogadores. Mas... o que se viu, especialmente no primeiro tempo, foi um péssimo futebol. A bola rolando ocupou apenas 45% dos 46 minutos de jogo. Foram 29 passes errados (17 a 12 a favor do Bota), oito a oito em faltas cometidas e uma única chance de gol, claro, de bola parada. Da meia-lua, Edílson bateu falta forte e rasteira, assustando Diego Cavalieri. O Flu não ameaçou.
O segundo tempo, porém, melhorou. Especialmente em quatro minutos, período em que o Bota fez uma blitz e marcou dois gols. Com Daniel, em lindo chute no ângulo esquerdo, e Zeballos, completando cruzamento da direita de Ferreyra. Com a desvantagem no placar, o Fluminense foi ao ataque. Perdeu duas boas chances, uma com Sobis, com ótima defesa de Jefferson, e com pênalti perdido por Fred. E a superioridade do Alvinegro se manteve: são agora seis clássicos sem perder (três vitórias e três empates).
Fred Fluminense e Botafogo Brasileirão (Foto: Agência Getty Images)Fred reclama com André Bahia durante o clássico no Mané Garrincha (Foto: Agência Getty Images)

Nenhum comentário:

Postar um comentário