segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Mudança de rumo: Futuro planejado



Demissões à vista, em caso de vitória de Dilma
Demissões à vista, em caso de vitória de Dilma
Até a tragédia da semana passada, os bancos de investimentos estimavam que o resultado da eleição definiria o tamanho das suas equipes no Brasil em 2015.
Estas instituições trabalhavam com dois cenários: se Aécio Neves vencesse, o quadro de funcionários ficaria inalterado. Se Dilma Rousseff triunfasse, demitiriam entre 10% e 15% do pessoal. Não mediram ainda como fica a conta com Marina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário