sábado, 27 de dezembro de 2014

Jogadores caros e problemáticos têm mercado restrito no Brasil

  • Wagner Carmo/VIPCOMM
    Marcelo Moreno se destacou no Cruzeiro, mas não permanecerá no clube
    Marcelo Moreno se destacou no Cruzeiro, mas não permanecerá no clube

VEJA TAMBÉM

São jogadores que sempre atuaram em grandes clubes, mas estão em um momento difícil na carreira. Em comum, têm o gênio forte. Com a economia em retração e os clubes cortando gastos, eles têm dificuldades para encontrar um clube no Brasil para a temporada do ano que vem. Nesse time estão jogadores como o atacantes Emerson Sheik, Kléber Gladiador, Carlos Alberto e Jô.
No São Paulo, dois argentinos que nunca se firmaram no futebol brasileiro: o lateral-esquerdo Clemente Rodríguez e o meia Cañete. Ambos têm contrato com o time do Morumbi, mas estão fora dos planos do técnico Muricy Ramalho.
O zagueiro Lúcio, pentacampeão mundial com a seleção brasileira, tem dificuldades para se manter no Palmeiras, depois de uma temporada ruim. Jô caiu em desgraça no Atlético-MG, depois de ser afastado por indisciplina. Leandro Damião e Rafael Sóbis terão de baixar as suas pedidas se quiserem continuar no Brasil.
Mercado difícil
  • Vitor Silva / SSPress.
    Carlos Alberto
    O meia Carlos Alberto teve um ano para esquecer. No início da temporada passou inexpressivamente pelo Goiás. No Campeonato Brasileiro participou sem destaque da campanha que culminou com o rebaixamento do Botafogo. Apesar de o salário do atleta ter sido consideravelmente reduzido, ganhando cláusula de produtividade, ele tem mercado restrito por ter um custo-benefício arriscado.Foto: Vitor Silva / SSPress.
  • Junior Lago/UOL
    Clemente Rodríguez
    Contratado no meio do ano passado, o argentino chegou ao clube como solução para a lateral-esquerda, mas teve péssimo desempenho. Com contrato até 2015, não deve ser aproveitado por Muricy Ramalho, mas depende de proposta ou acordo financeiro para deixar o clube. A Portuguesa estaria interessada no jogador para o Campeonato Paulista, desde que tenha os salários pagos pelo São Paulo.Foto: Junior Lago/UOL
  • Reinaldo Canato / UOL
    Cañete
    Vinculado ao São Paulo até o fim de 2015, o meia Cañete teve uma passagem apenas discreta pelo Náutico nesta temporada, a exemplo do que havia acontecido em 2013, quando foi emprestado à Portuguesa. Contratado pelo time pernambucano como uma referência para o meio-campo, jogou apenas dez partidas como titular e marcou uma vez na Série B. Retorna ao São Paulo no início do ano.Foto: Reinaldo Canato / UOL
  • Almeida Rocha-31.mar.2013/Folhapress
    Emerson Sheik
    Afastado em outubro pela diretoria do Botafogo, atleta, que tem vínculo com o Corinthians até julho, poderá ganhar uma nova chance, com a volta de Tite ao comando da equipe. No Botafogo, teve uma temporada de altos e baixos e acabou afastado com o time brigando contra o rebaixamento. As recorrentes polêmicas em que costuma se envolver marcam negativamente a carreira do jogador.Foto: Almeida Rocha-31.mar.2013/Folhapress
  • Pedro Vilela/Getty Images
    De queridinho da torcida do Atlético-MG na Libertadores de 2013, quando foi artilheiro da competição, o atacante Jô teve um 2014 para esquecer. Convocado por Luiz Felipe Scolari para a disputa da Copa do Mundo, teve atuação apagada no Mundial. No Atlético, ficou oito meses sem marcar e terminou a temporada afastado por indisciplina. O jogador está fora dos planos do Atlético para 2015.Foto: Pedro Vilela/Getty Images
  • Eduardo Valente/Frame
    Kléber Gladiador
    Fez o gol da vitória de 1 a 0 do acesso do Vasco contra o Icasa pela Série B e na saída disse que dificilmente ficaria para a próxima temporada. Porém, o jogador, que tem contrato com o Grêmio, também sabe que não voltará a Porto Alegre. O técnico Luiz Felipe Scolari é desafeto do jogador, desde que brigaram em 2012 no Palmeiras. Bom tecnicamente, costuma arrumar problemas por onde passa.Foto: Eduardo Valente/Frame
  • Felipe Oliveira/Getty Images
    Leandro Damião
    Depois de uma temporada apagada pelo Santos, que pagou por ele o equivalente a mais de R$ 40 milhões, o jogador tem oferta do atual campeão brasileiro, o Cruzeiro, mas a negociação esbarra em seu salário. O clube mineiro quer pagar apenas metade do que ele ganha no Santos, ficando a outra metade com o time santista. A ideia é o que o jogador passe a temporada de 2015 no clube mineiro.Foto: Felipe Oliveira/Getty Images
  • Heuler Andrey / Getty Images
    Lúcio
    Vinculado ao Palmeiras até o fim de 2015, o zagueiro Lúcio, 36, teve um 2014 bastante irregular. Quando deixou o São Paulo, no fim de 2013, ele aceitou diminuir seu salário de R$ 450 mil mensais para R$ 150 mil. Com a chegada de Oswaldo de Oliveira, deve perder espaço, já que o Palmeiras passa por uma ampla reformulação. No São Paulo, chegou a ser afastado por indisciplina, o que ele sempre negou.Foto: Heuler Andrey / Getty Images
  • Wagner Carmo/VIPCOMM
    Marcelo Moreno
    O técnico Luiz Felipe Scolari tem dito que as portas do clube estão abertas para ele. O jogador pertence ao time gaúcho, mas nesta temporada foi emprestado ao Cruzeiro, campeão brasileiro. Para o Cruzeiro, o custo de aquisição do jogador tornara a negociação inviável. O Grêmio, com problemas de caixa, também pode não ter condições para mantê-lo no time durante esta temporada.Foto: Wagner Carmo/VIPCOMM
  • Terceiro Tempo
    Rafael Sóbis
    O atacante Rafael Sóbis se despediu do Fluminense na véspera de Natal, depois de uma temporada com pouco brilho no time das Laranjeiras. O jogador rescindiu o contrato com o clube, mas por ser considerado caro, tem mercado restrito no Brasil. Apesar do interesse de Palmeiras e Inter, seu destino poderá ser o Tigres, do México. Os clubes brasileiros consideram o investimento alto.Foto: Terceiro Tempo
Fonte: #uolbr_geraModulos('embed-lista','/2014/eles-sao-caros-e-tem-mercado-restrito-1419622416936.vm')

Notícias relacionadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário