Marcos Pacheco, secretário de Estado de Saúde

Durante coletiva de imprensa realizada na tarde de ontem, no aeroporto Renato Cortez Moreira, em Imperatriz, o próximo secretário de Saúde do Estado do Maranhão, o médico Marcos Pacheco, deixou claro um pensamento: “Não existe secretário forte, forte é o governo”, referindo-se à estratégia de aproximação com a sociedade, o que, segundo ele, será a marca do governo Flávio Dino.
O secretário, que assume o cargo em 1º de janeiro de 2015, está em Imperatriz cumprindo agendas. Após atender à imprensa na tarde de quarta-feira, compareceu a compromisso no Hospital São Rafael, além de realizar visitas agendadas a outros locais. Aos jornalistas, o médico, natural do município de Barra do Corda, afirmou que o melhor ‘remédio’ para a saúde pública maranhense é “sair do gabinete da Secretaria de Saúde e percorrer mais o interior do Maranhão”.
Marcos Pacheco destacou a importância da parceria das secretarias estaduais para gerar resultados ainda melhores da Saúde, como cuidar de problemas ambientes e até de questões relacionadas à infraestrutura.
O próximo secretário fez visita ao Hospital São Rafael, onde pacientes de Imperatriz e região realizam tratamento de câncer em convênio com o Governo do Estado. Durante a entrevista coletiva, o médico ressaltou que o Maranhão não dispõe, no que diz respeito ao tratamento de câncer, da radioterapia. “Muitas regiões do Maranhão dependem do Piauí, nós não podemos depender dessa estrutura, precisamos ter nossa própria estrutura. Nós faremos investimentos nessa área”, garantiu.
Os cuidados necessários com os níveis assistenciais, para assim garantir melhores resultados na Saúde, foram lembrados pelo novo secretário. “A Saúde tem níveis assistenciais como a atenção primária (estratégias de saúde da família, unidades básicas de saúde, centros ambulatoriais), o nível secundário e terciário. Quando o primário não funciona, sobrecarrega os outros dois. Nos últimos anos, viramos as costas para a primária. Devemos atender  à atenção primária para que funcione e atenda aos pacientes antes de eles precisarem de hospital”, explicou.
Imperatriz, de acordo com o próximo secretário de Saúde, merece e vai ter atenção especial, pela importância geopolítica. “Tem de ser melhor tratada e temos ordens expressas do governador Flávio Dino”, anunciou.
Em Imperatriz, Marcos Pacheco cumpre agenda de compromissos na Unidade Regional do Hemomar, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Hospital Regional Materno Infantil e participa de atividades acadêmicas. Segundo assessores do secretário, o Socorrão deve ser visitado na manhã desta quinta-feira.
Hemerson Pinto