terça-feira, 2 de dezembro de 2014

PM é suspeito de matar cinegrafista

Soldado Reis teve prisão decretada, mas está foragido.

1 de dezembro de 2014






Soldado Reis, lotado no 3º Batalhão de Polícia Militar, suspeito de matar o cinegrafista Carvalho. - Divulgação / Polícia Civil
IMPERATRIZ - A Polícia Civil divulgou a foto e o nome do suspeito de ter assassinado o cinegrafista José de Ribamar Carvalho Filho, o Carvalho, no último sábado (29).
Jean Apinagé Reis, o soldado Reis, lotado no 3º Batalhão de Polícia Militar, é apontado como o autor do crime. O delegado regional disse que imagens de câmeras de segurança e depoimentos de testemunhas foram determinantes para a elucidação do caso.
"Oitiva de testemunhas foram essenciais, pois o delito foi cometido na presença de várias pessoas, além dos vídeos colhidos na área do crime. Na mesma noite ele cometeu outro homicídio e uma tentativa de homicídio", afirmou o delegado.
A outra vítima que teria sido assassinada pelo PM, citada pelo delegado, foi identificada pelo nome de Jhone, que também era conhecido pelo apelido de "foguinho". O crime aconteceu no bairro Bacuri, minutos depois da morte do cinegrafista.
A prisão preventida foi decretada, mas o policial está foragido. A motivação da morte de Carvalho estaria relacionada à profissão, porque ele teria denunciado o militar por agressão a um sobrinho.
O crime
O cinegrafista José de Ribamar Carvalho Filho, de 48 anos, foi assassinado com cinco tiros na noite de sábado (29), quando comia carangueijo na companhia de dois filhos menores, em um bar da rua Monte Castelo, Centro de Imperatriz.
O suspeito ainda efetuou vários disparos contra a casa dos pais da vítima, a cerca de 100m do bar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário