domingo, 28 de dezembro de 2014

Temeroso com a Libertadores, Tite quer usar time ideal já nos amistosos


Treinador pretende decidir rapidamente qual será a equipe titular para testá-la nos amistosos contra Colônia e Bayer Leverkusen, nos EUA. Tempo de preparação é curto

Apresentação Tite Corinthians (Foto: Marcos Ribolli)Tite no dia de sua apresentação no Corinthians 
(Foto: Marcos Ribolli)
Com o Tolima na memória, Tite não quer dar chance para uma nova eliminação na primeira fase da Taça Libertadores. O Timão terá menos de um mês de preparação até enfrentar o Once Caldas, dia 4 de fevereiro, na arena. Por isso, o técnico quer aproveitar os amistosos logo no início de 2015 para montar a equipe que considera ideal visando o duelo contra os colombianos. 
O elenco se reapresenta em 5 de janeiro, no CT Joaquim Grava, e dois dias depois segue para a pré-temporada nos Estados Unidos. Dias 15 e 17, pega Colônia e Bayer Leverkusen, respectivamente, pela Florida Cup. 
Em 24 do mesmo mês, a equipe terá um amistoso festivo contra o Corinthian-Casuals, também no estádio de Itaquera, fechando a fase preparatória. A primeira partida oficial está marcada para 1º de fevereiro, diante do Marília, em casa, pelo Campeonato Paulista. 
A ideia de Tite é começar o ano com a base da equipe montada por Mano Menezes que terminou o Campeonato Brasileiro na quarta posição. O treinador indicou na apresentação que o esquema tático será o 4-2-3-1 com variações para o 4-4-2. O treinador teme que grandes mudanças possam demorar a ser absorvidas pelos jogadores. 
- Vamos seguir o trabalho da equipe que terminou. É a manutenção do que o time tem de bom - afirmou o Tite.
A escalação do Corinthians, porém, deve sofrer algumas alterações logo nos amistosos. Todos os setores devem ser modificados. Na defesa, o Timão está apalavrado com o lateral-direito Edilson, ex-Botafogo. Fagner, titular em 2014, deve ser emprestado novamente pelo Wolfsburg, mas corre o risco de perder a vaga para o concorrente.
No meio de campo, a equipe ganhará um de seus principais reforços: Cristian. O volante volta do Fenerbahçe como um ídolo da torcida e deve ficar com a vaga de Ralf, que negocia a transferência para a China. O ataque terá Paolo Guerrero absoluto como centroavante. A outra vaga ficará com Dudu, caso a compra dos direitos se confirme, ou com o garoto Malcom. 
O ano sabático sem dirigir equipes fez Tite procurar conhecimento com os técnicos Carlos Bianchi, ex-Boca Juniors, e Carlo Ancelotti, do Real Madrid. O que chamou a atenção do treinador foi o 4-1-4-1 usado, por exemplo, no clube merengue. Ele pensa em implantar a formação no Timão, mas com tempo para adaptá-la no novo elenco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário