terça-feira, 23 de dezembro de 2014

TSE garante mandato de Julião Amin; Alberto Filho está fora


Foram Validados os votos do candidato a federal Deoclides Macedo (PDT) e, com isso, garantiu o mandato de Julião Amin (PDT)



O ministro Dias Toffoli, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu hoje (23) mandar computar os votos do candidato a deputado federal Deoclides Macedo (PDT) e, com isso, garantiu o mandato de Julião Amin (PDT), que havia ficado na primeira suplência em virtude da anulação dos votos do colega de partido, ex-prefeito de Porto Franco.
O próprio TSE já havia confirmado decisão da ministra Maria Thereza Moura e mantido o indeferimento do registro de candidatura de Deoclides (reveja) – ele teve anulados os mais de 55 mil votos recebidos em virtude da cassação do registro por rejeição de contas pelo Trbunal de Contas do Estado (TCE) do Maranhão.
O pedetista, no entanto, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF), alegando que as contas foram aprovadas pela Câmara (leia mais). Essa ação levou o presidente do TSE a decidir, monocraticamente, pela validade dos votos, sob pena de o ex-prefeito ser prejudicado caso o recurso seja julgado procedente.
Assim, válidos os mais de 55 mil votos de Deoclides, o PDT garante a eleição de Julião Amin, que estava como primeiro suplente, e tira do páreo Alberto Filho (PMDB), que já foi até diplomado pela Justiça Eleitoral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário