quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

7 perfis de pessoas que podem destruir seu negócio


Saiba quais são os comportamentos que são maléficos ao clima de qualquer escritório

sem nocao; mala; feliz; engracado (Foto: ThinkStock)








Ao abrir o próprio negócio, um empreendedor atua, na maioria das vezes, como chefe do departamento de recursos humanos – afinal, nem sempre a verba permite que outras pessoas façam este trabalho. Portanto, o dono da própria empresa deve saber contratar e identificar comportamentos negativos.
Quando você deixa uma pessoa "sem noção" entrar na equipe, aumentam as chances de fracasso de seu negócio. Segundo Isaiah Hankel, empreendedor e palestrante, a maior parte dos profissionais nocivos pode ser enquadrada em alguns perfis. Ele os listou em uma coluna, escrita no site da revista "Entrepreneur". Confira-os. E fique longe deles:
1. O "sirene"
Os "sirenes" são aqueles que, ao chegar ao escritório, conseguem distrair todo mundo. Com seu papo interessante, mas quase nunca relativo ao trabalho, eles destroem seu foco. Pior: é muito difícil fazer alguém desse tipo calar a boca.
2. O "Judas"
Este perfil é parecido com o anterior. A semelhança reside na capacidade de ambos em se comunicar. O problema é que o "Judas" faz com que os outros tomem decisões equivocadas. Faça um exercício de memória: há alguém que sempre lhe dá conselhos ruins ou motiva os outros a errar? Se a resposta for positiva, faça o possível para tirar essa pessoa da equipe.
3. O "elefante"
Tem gente que tem memória de elefante. E isso pode ser ruim. Os "elefantes" nunca esquecem seus erros anteriores e sempre falarão deles. O problema é que todo mundo falha – e isso nem é tão ruim, aliás, já que o fracasso leva ao aprendizado. Por isso, faça com que seus "elefantes" sejam um pouco mais desmemoriados, segundo Hankel.
4. O "rancoroso"
Estes são os profissionais que querem estar no topo, mas não se esforçam para consegui-lo. Ao ver que não têm chances, os "rancorosos" começam a propagar fofocas e gerar conflitos entre os funcionários. Este é, provavelmente, o perfil mais perigoso dentre todos os listados. Fique longe dele.
5. O "estrela"
Há empreendedores que não criam um negócio para ter sucesso profissional. Na verdade, o objetivo da empresa é mostrar ao mundo o quão competente é seu criador. Todo esse narcisismo faz com que a equipe, que precisa de um objetivo mais nobre para estar animada e produzir bastante, nunca fique motivada. Se você parece um "estrela" ou percebe que está se tornando um, pare com isso.
6. Os "Ares"
Ares é o deus grego da guerra. Pessoas deste tipo, como o nome já diz, adoram conflitos. Eles, segundo o especialista, querem vencer a qualquer custo, mesmo que estejam errados. Qualquer tempo tentando discutir com um "Ares" é uma perda de tempo. O ideal é você ignorar os encrenqueiros e deixá-los longe de sua empresa.
7. Os "Dionísios"
Mais um paralelo com a mitologia grega. Dionísio é o deus do vinho, das festas e do prazer. Na empresa, os "Dionísios" são profissionais que adoram se divertir. O problema é que esses "engraçadões" não são muito produtivos. Hankel afirma que pessoas divertidas são importantes para o clima da empresa, mas devem saber que tudo tem seu tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário