segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Apresentador da Fox Sports diz que não deu tempo de evitar queda de PVC




  • http://mais.uol.com.br/view/cm3j9afk2549/pvc-desmaia-ao-vivo-na-fox-sports-04024E983862D4995326?types=A&
  • O apresentador e narrador da Fox Sports Gustavo Villani passou por um grande susto no último sábado, durante o programa “Rodada Fox'', a ver seu companheiro Paulo Vínicius Coelho (PVC) passar mal ao vivo, após uma queda repentina de pressão. O comentarista, que também é blogueiro do UOL Esporte, apresentou mal estar e se desequilibrou, até se escorar em uma parede do estúdio.
Ao perceber o mau momento do colega, Villani interrompeu o programa e chamou o intervalo comercial. “Na Internet, alguns me criticaram por não ter segurado ele. A queda da pressão não dá sinais. Quando percebi que ele não estava bem, eu chamei o intervalo. Se dou um abraço nele e chamo o intervalo, imagina o nível de estresse que isso ia gerar. Chamei o intervalo para ele não cair, mas não deu tempo'', afirma.
Villani lembra que o comentarista não chegou a perder a consciência. “Com a queda de pressão, ele perdeu o centro. Logo em seguida, o PVC se mostrou constrangido com o que aconteceu e queria voltar de qualquer jeito, o que foi descartado pela direção da emissora'', afirma.
“Ele estava suando muito. Em 30 segundo ele molhou toda a camisa. A primeira coisa que fizemos foi levá-lo para um lugar mais fresco, fora da iluminação. Logo em seguida ele tomou um pouco de água e recuperou a cor. Depois, os médicos disseram que o que aconteceu com ele é muito mais impactante do que grave. A imagem realmente é forte'', disse o apresentador.
Segundo Villani, durante o programa, ele percebeu PVC tentando achar firmeza em um dos pés. “Estava muito calor no Rio de Janeiro. Ele achou que dava para segurar, mas não deu''.
Villani conta que pouco antes do programa começar, PVC havia contado que estava com a virose, mas acreditava que não teria problemas para tocar o programa. “O que aconteceu foi um imprevisto do tamanho do Maracanã. Ele começou o programa bem, do jeito que ele sempre faz. O que aconteceu depois foi o que nós vimos''.
O apresentador conta que experiência vivida foi inédita em sua carreira, mas não na televisão. “Tivemos os casos do Batista, no Sportv. O PVC brincou que já tinha sido substituído por ficar sem voz antes. Mas ele prometeu se cuidar. Passar por uma série de exames antes do início da Libertadores'', diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário