domingo, 18 de janeiro de 2015

Damião se disse pobre para não pagar despesas em processo

Leandro Damião atuará pelo Cruzeiro em 2015
Jogador tinha o maior salário do clube em 2014
Leandro Damião atuará pelo Cruzeiro em 2015
(Foto: Divulgação/SantosFC)


Dono do maior salário do Santos em 2014, Leandro Damião surpreendeu ao anexar uma declaração de pobreza à ação trabalhista que move contra o clube por salários atrasados. Em nota, os advogados do jogador alegaram que a manobra jurídica foi usada para evitar que o jogador arque com as despesas jurídicas, que são cobradas de forma proporcional ao salário do atacante.
"A declaração nada mais é que um instrumento jurídico utilizado com a intenção de minimizar os danos ao atleta que já são consideráveis em decorrência dos atrasos salariais. A orientação, portanto, para proceder dessa maneira foi de responsabilidade totalmente dos advogados e não do atleta, eis que se trata de uma praxe no âmbito trabalhista. Esta alternativa, que destacamos novamente, não partiu do atleta e sim do seu corpo jurídico, nunca teve como finalidade comover a autoridade judiciária de que o jogador Leandro Damião estava "pobre" por não receber vários meses de salário, inclusive, importa destacar que nosso cliente certamente sabe o que é ser pobre, através da sua infância e não quis passar tal ideia", dizia o comunicado.
Damião espera receber quatro meses de salário atrasado. Na semana passada, o Santos disse ter pago o referente a dois meses, mas os representantes do jogador não confirmaram o pagamento.
O atacante tem contrato com o clube paulista até 2018, embora tenha sido emprestado ao Cruzeiro. O salário do jogador será pago pelas duas equipes: o clube mineiro fica responsável por R$ 400 mil mensais e o alvinegro pelo restante, cerca de R$ 250 mil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário