terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Detidos em festa de facção criminosa são ouvidos pela Justiça

As audiências devem julgar o envolvimento dos suspeitos com organização criminosa

Publicação: 27/01/2015 11:49 Atualização: 27/01/2015 12:34

A Justiça começou a ouvir na manhã desta terça-feira (27), no Fórum Desembargador Sarney Costa, em São Luís, 35 dos 80 detidos em uma operação policial realizada pela Policia Militar em uma festa organizada por uma facção criminosa da capital (Bonde dos 40) no Parque Timbira, no dia 16 de janeiro deste ano. Os suspeitos de envolvimento com a organização criminosa serão julgados simultaneamente em três audiências de custódias que vão seguir durante todo o dia, onde será avaliado o grau de envolvimento com a organização criminosa e a prática de crimes. As audiências começaram tumultuadas quando familiares dos réus tentaram impedir a presença da imprensa. A polícia teve que agir para controlar o início de tumulto.


Segundo um dos juízes responsáveis, Fernando Mendonça, coordenador da Central de Inquéritos, as audiências simultâneas servem para agilizar os julgamentos dos detidos e caso seja provada sua inocência eles serão liberados. “As audiências simultâneas vêm justamente para dar maior agilidade ao processo e para que consigamos julgar todos os detidos o mais rápido possível. Caso seja provado sua inocência eles serão liberados. Mas se for constatado participação na organização criminosa ou a prática de algum crime, eles continuarão detidos”, declarou. O juiz afirmou ainda que os suspeitos podem ser autuados por posse ilegal de arma, associação para o tráfico, tráfico de drogas, entre outros crimes.


Os detidos estavam no Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, onde aguardavam julgamento.

Relembre o caso


A Polícia Militar estourou na madrugada do dia 16 de janeiro, a festa de uma facção criminosa em São Luís. Dessa vez, no Parque Timbira, mais de 80 pessoas, que seriam integrantes da facção conhecida como Bonde dos 40 foram detidos.

Ao fazer a apresentação, foram encontradas armas de fogo, facas, drogas e bebidas alcoólicas. Todos os presos foram encaminhados para o 16º Distrito Policial da Vila Embratel.

A operação foi realizada em conjunto entre a Unidade de Segurança Comunitária 2, Grupo Tático Militar e 1º Grupamento da Polícia Militar. De acordo com os militares, a maioria dos detidos era formada por adolescentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário