terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Prefeitura realizou palestra sobre Cadastro Ambiental Rural


Produtores Larocquenses parabenizaram a iniciativa municipal



SENADOR LA ROCQUE - A Prefeitura municipal, por meio da Secretaria de  Agricultura, promoveu no último sábado (24), uma palestra sobre Cadastro Ambiental Rural. As atividades aconteceram no auditório da Câmara Municipal.

O evento contou com a participação de produtores rurais, profissionais da área, técnicos agrônomos e meio ambiente, universitários, integrantes dos sindicatos rural e dos trabalhadores rurais, e pessoas interessadas.
Para o agricultor Antonio Silva (56), a iniciativa foi boa. “Foi muito importante essa palestra. Estávamos necessitando de apoio, principalmente esclarecimentos sobre este assunto”.
A estudante de agronomia Jhanissen Santana, aproveitou o momento para aprofundar o conhecimento. “Não é todo dia que podemos participar de uma palestra tão esclarecedora”.

Segundo o adjunto municipal de Agricultura, Pedro Pereira, eventos como este promovem amplo debate e incentivam a preservação ambiental. “Trazem informações que contribuem para o desenvolvimento sustentável da atividade agropecuária do município e de outras cidades”, disse.
 A palestra foi conduzida pelo perito agrário do INCRA, João Pedro, e o técnico da secretaria de agricultura Ricardo da Silva, o técnico Ronailton Lima.

O Cadastro Ambiental Rural (CAR) é um instrumento fundamental para auxiliar no processo de regularização ambiental de propriedades e posses rurais. Consiste no levantamento de informações georreferenciadas do imóvel, com delimitação das Áreas de Proteção Permanente (APP), Reserva Legal (RL), remanescente de vegetação nativa, área rural consolidada, áreas de interesse social e de utilidade pública, com o objetivo de traçar um mapa digital a partir do qual são calculados os valores das áreas para diagnóstico ambiental.
De acordo com João Pedro o cadastro é a principal ferramenta de adequação ambiental dos imóveis rurais.
“Com o Cadastro Ambienta Rural,  o município terá uma base de dados estratégica para o controle, monitoramento e combate ao desmatamento da vegetação nativa, servindo ainda para planejamento ambiental e econômico dos imóveis rurais”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário