Celso Júnior/Estadão
O ex-governador do Maranhão e ex-presidente do Senado, José Sarney
Estadão – O ex-governador do Maranhão e ex-presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), ficou irritado ao ser questionado, nesta quinta-feira, 1º, sobre a derrota de seu grupo político no Maranhão.
Foi perguntado a Sarney, quando ele chegou ao Congresso para a solenidade de posse de Dilma Rousseff, se ele concorda com as análises que indicam que a eleição de Flávio Dino (PCdoB) como governador do Maranhão representa o fim do poderio de seu grupo.
“Meu filho, nós estamos tratando da Presidência da República que está tomando posse, não do Flávio Dino”, respondeu ele. Depois, Sarney permaneceu em silêncio quando a pergunta foi repetida.
Neste ano, a filha de Sarney, Roseana, terminou seu segundo mandato consecutivo e não pode se reeleger. Assim como o pai, ela anunciou aposentadoria da política. O candidato apoiado por eles, Edison Lobão Filho (PMDB) foi derrotado no primeiro turno pelo ex-deputado Flávio Dino.