terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Barack Obama pede US$ 8,8 bilhões para combater o grupo Estado Islâmico

Para o ano fiscal 2016, que começa em 1º de outubro de 2015, a Casa Branca espera conseguir elevar os gastos militares para US$ 585 bilhões, um aumento de US$ 38 bilhões em relação ao exercício anterior

Publicação: 03/02/2015 09:32

O presidente americano, Barack Obama, solicitou US$ 8,8 bilhões ao Congresso para combater o grupo Estado Islâmico no Iraque e na Síria, em seu projeto orçamentário para o exercício 2016 anunciado nesta segunda-feira.


Para o ano fiscal 2016, que começa em 1º de outubro de 2015, a Casa Branca espera conseguir elevar os gastos militares para US$ 585 bilhões, um aumento de US$ 38 bilhões em relação ao exercício anterior.

Nessa rubrica, Obama pede que US$ 5,3 bilhões sejam destinados ao Pentágono para a operação "Inherent Resolve", no Iraque e na Síria.

Para justificar seu projeto de orçamento, o governo Obama lembra que o grupo "Estado Islâmico representa uma ameaça imediata para Iraque, Síria e aliados e sócios dos Estados Unidos na região, dado que busca derrubar governos e controlar territórios, aterrorizando a população e atacar os Estados Unidos e seus sócios nos quatro cantos do mundo".

O projeto orçamentário federal total anunciado pelo presidente para 2016 chega a quase US$ 4 trilhões

Nenhum comentário:

Postar um comentário