Entre 2012 e 2014, foram roubadas aproximadamente 17 mil cédulas de identidade em branco das Unidades Móveis do Viva Cidadão, hoje Casa do Cidadão. Com o objetivo de instaurar uma investigação para punir os responsáveis e planejar ações que garantam a segurança dos funcionários e da documentação transportada, os secretários estaduais Francisco Gonçalves (Direitos Humanos e Participação Popular) e Jefferson Portela (Segurança Pública) se reuniram na terça-feira (3) com a diretora da Casa do Cidadão, Mari-Silva Maia.
O secretário Francisco Gonçalves destacou que a garantia da segurança será fundamental para o desenvolvimento do trabalho nos municípios do Plano de Ações ‘Mais IDH’. “As Unidades Móveis serão essenciais para a execução das atividades nos 30 municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal. Os caminhões darão oportunidade para que a população tenha acesso à documentação básica como carteira de identidade e CPF e, assim, receba muitos outros benefícios. Por esse motivo, a segurança é indispensável nesta ação”, afirmou.
O secretário de Segurança, Jefferson Portela, afirmou que dará total apoio à ação e que trabalhará para apurar o caso do roubo e promover a segurança dos funcionários. “Não podemos agir com naturalidade em relação às ocorrências tão graves. Investigaremos o caso e haverá policiamento para os caminhões, com o intuito de resguardar os funcionários e as documentações”, declarou Jefferson Portela.
A diretora da Casa do Cidadão reforçou que a parceria com a Secretaria de Segurança Pública será fundamental para a prestação do serviço. “Já solicitamos investigação para apurar as ocorrências anteriores. Com a garantia de segurança, com certeza realizaremos um trabalho de maior qualidade, sem riscos para os funcionários e sem prejudicar o andamento das atividades”, ressaltou Mari-Silva Maia.
Unidades móveis
Nesta semana, dois caminhões da Casa do Cidadão estão em Imperatriz, para reforçar o atendimento na região e reduzir a intensa demanda na unidade fixa deste município. Os caminhões prestarão serviços como emissão de carteira de identidade, CPF, antecedentes criminais e carteira de trabalho. As unidades móveis estarão na cidade no período de 6 a 12 de fevereiro, podendo ser prorrogado conforme a necessidade do local.