sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Governo Federal avalia prorrogar o horário de verão por um mês


O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, admitiu ainda que talvez recorra à energia da termelétrica de Uruguaiana

Publicação: 05/02/2015 21:48

O horário de verão começou no último 19 de outubro e está marcado para acabar no próximo 22 de fevereiro, em 10 estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e no Distrito Federal. Mas diante da atual crise do setor elétrico e do nível de chuva abaixo do esperado nos últimos meses, o governo admitiu nesta quinta-feira (5/2), pela primeira vez, que já estuda a possibilidade de prorrogar o horário de verão por um mês. As informações são do Jornal Nacional, da Rede Globo.

“Em 12 de fevereiro vamos fazer uma avaliação, e aí sim tomaremos uma decisão quanto ao horário de verão”, explica Eduardo Braga, ministro de Minas e Energia. Espera-se diminuir em 4,5% o consumo de energia em horário de pico.

Para enfrentar a falta de chuva no Brasil, Braga afirma também que contará com a energia da usina termelétrica de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, com potência de 640 MW. Em 2013, o governo afirmou que só recorreria à energia da termelétrica em caso de urgência.

Para que a usina gaúcha entre em operação, a Argentina precisa autorizar a utilização de um gasoduto. A empresa responsável por Uruguaiana declarou que espera para este mês o fornecimento de gás para a usina voltar a funcionar.

A Agência Nacional de Energia Elétrica confirmou que o custo extra da bandeira tarifaria vermelha vai subir de R$ 3 a R$5,50 para cada 100 KW/h consumido. O aumento vai entrar em vigor em 1º de março, após discussão em audiência pública. Atualmente em vigor, a bandeira vermelha indica ao consumidor que o custo de geração de energia está mais alto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário