terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Polícia Federal abre inquérito contra Ricardo e Andrea Murad

A Polícia Federal instaurou inquérito para apurar a suposta compra de votos operada pelo ex-secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad, em benefício da eleição de sua filha, Andrea Murad (PMDB), para a Assembleia Legislativa do Maranhão.
Segundo a investigação da PF, às custas do ex-secretário de Saúde, uma jovem brasiliense – identificada apenas como “Isabele” – hospedou-se em um Flat no antigo Solare Hotel, localizado na Litorânea, em São Luís, com a quantia de R$ 120 mil, dividido em notas de R$ 50 e R$ 100 presas por uma fita do Banco do Brasil.
A quantia, segundo as investigações, teria sido distribuída na capital à lideranças comunitárias previamente indicadas por Ricardo Murad, em troca de votos para a candidatura de sua filha. Toda a negociata teria acontecido nas dependências do próprio Solare.
Além dessa quantia, “Isabele” teria ainda recebido ainda outro valor, de uma pessoa ainda não identificada pela Polícia Federal, que também teria servido para a captação ilícita de votos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário