segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Prefeito foi cassado pelo TRE, por captação ilicita de votos


Clodomir dos Santos é acusado por abuso de poder econômico e captação ilícita de votos


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julgou hoje (9) a ação que trata do pedido de cassação do prefeito de Raposa, Clodomir dos Santos. A decisão final foi pela cassação do mandato do atual gestor da cidade.
 
Esteve na pauta desta segunda-feira o voto vista do desembargador Raimundo Barros que na sessão ainda em janeiro pediu vistas do processo. O julgamento deveria ter continuado na semana passada, mas o desembargador não compareceu à sessão.

O caso

O prefeito de Raposa, Clodomir dos Santos, é acusado pela coligação de sua adversária, Talita Laci (PCdoB), de ter comprado votos nas eleições de 2012. De acordo com a acusação, Clodomir prometeu vantagem e concretizou a compra de votos por meio de uma candidata a vereadora.

O juiz de base aceitou os argumentos e provas da coligação de Talita Laci e cassou o mandato de Clodomir por abuso de poder econômico e captação ilícita de votos. O prefeito recorreu ao TER, conseguiu liminar para permanecer no cargo até que fosse a julgamento o mérito do recurso impetrado pelo gestor.

E é exatamente esse recurso que o TRE terminará o julgamento hoje. Lembrando que o parecer do Ministério Público Eleitoral (MPE) é para manter Clodomir dos Santos no mandato. Da Corte Eleitoral, somente a desembargadora Alice Rocha já se manifestou. Ela deu pela cassação do prefeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário