sexta-feira, 27 de março de 2015

Neymar enterra final de 98 e põe 7 a 1 junto: “Passado é história, acabou”

Após vitória sobre a França em Paris, atacante comemora “volta por cima” da Seleção: “Se autoestima não estiver elevada, melhor ficar em casa”

neymar frança x brasil  (Foto: AFP)Neymar comemora o gol marcado no triunfo sobre a França, em Paris (Foto: AFP)
Neymar deixou o Stade de France feliz da vida. Pela vitória sobre a França, pelo gol e pelo momento de recuperação da seleção brasileira após o fracasso na Copa do Mundo. Desde que Dunga voltou ao comando do time, em agosto, são sete vitórias em sete jogos. Às vésperas da Copa América, a primeira competição oficial após o Mundial, a equipe começa a mostrar consistência.   
- Feliz pela vitória, era o que a gente buscava. Fizemos um grande jogo, de grande dificuldade pela equipe que a França tem, mas no fim deu tudo certo – disse o capitão brasileiro. 
Autor do segundo gol da vitória por 3 a 1 sobre os franceses (assista aos melhores momentos no vídeo abaixo), o atacante comentou o lance ao deixar o estádio. Ainda em campo, agradeceu pelo passe de Willian com um beijo. Prova de que a afinidade só cresce. 
- Acho que só dava para a bola entrar ali, né? (risos).  Dei, dei, dei (um beijo no Willian). Tenho um carinho muito grande por ele e por outros jogadores. A amizade é boa.

Sobre o reencontro com a França, o craque preferiu minimizar e seguiu a linha do técnico Dunga. Disse que o resultado do amistoso não serve de troco. Para ele, a derrota no mesmo palco há 17 anos não foi vingada. 
- Feliz pelo jogo, pelo gol num estádio histórico, contra uma grande seleção. Feliz por fazer um belo jogo e vencer. Não tem essa de revanche, 98 acabou. Outro tempo, outro jogo, outros jogadores. Não tem nada a ver com 98. Não tem nada de vingança. Fizemos o nosso papel, que era vencer.
Aquela Copa, aliás, não é a única que Neymar quer sepultar. Assunto recorrente no noticiário da Seleção, o 7 a 1 para a Alemanha na semifinal da Copa no Brasil também tem de ser superado, segundo o camisa 10. 
- Foi difícil depois do que aconteceu na Copa do Mundo, mas demos a volta por cima, sabemos que a gente não pode abaixar a cabeça, ficar pensando no que passou. Passado é história, acabou, está lá, aconteceu. Fizemos sete jogos já, grandes jogos, foram bons. Estamos melhorando a cada dia, a cada jogo. A gente espera evoluir sempre. Nunca pode deixar a autoestima cair. A gente fica triste, mas quando volta para a Seleção a autoestima tem que estar elevada. Se não estiver elevada, melhor ficar em casa. 
Neymar voltará a campo com a seleção brasileira no próximo domingo para encarar o Chile, em Londres, às 11h (de Brasília). O confronto será transmitido ao vivo pela TV Globo, Sportv e GloboEsporte.com. O site também acompanha a partida em Tempo Real.

Nenhum comentário:

Postar um comentário