domingo, 26 de abril de 2015

Menos é mais: Bota e Vasco fazem final de times baratos e menor tensão


Menos cotados para a disputa do título estadual de 2015, times alvinegros iniciam neste domingo, no Maracanã, a decisão do Campeonato Carioca

Madson, Willian Arão, Christiano, Renan Fonseca, Lucas e Roger Carvalho são apenas parte dos nomes pouco conhecidos. Foi assim na base da aposta e da reconstrução que Botafogo e Vasco desbancaram os "favoritos" da dupla Fla-Flu para protagonizar a final dos clubes de menor folha salarial dentre os quatro grandes. E esse sucesso surpreendente será colocado à prova a partir deste domingo, quando eles se enfrentam no Maracanã, às 16h (de Brasília), no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca.
Os rivais chegam à decisão após uma remontagem quase completa de seus elencos. Na virada do ano, o Alvinegro dispensou quase 20 atletas e contratou 13. Em São Januário, o Vasco renovou apenas um de 14 contratos encerrados, com 19 novos jogadores. Na administração dos clubes, novas diretorias - claro que nem tanto no caso de Eurico Miranda - tentando afastar a desconfiança dos dois times.
montagem Gilbeto e Bill, Botafogo x Vasco (Foto: Montagem sobre foto da Ag. O Globo)Gilberto e Bill são as maiores esperanças de gol de suas respectivas equipes (Foto: Montagem sobre foto da Ag. O Globo)
Com a vantagem de dois empates, o Botafogo, campeão da Taça Guanabara e time que mais tempo ficou na liderança da competição, sofreu um baque de última hora com a suspensão de Jobson em decisão da Fifa. Além de precisar reverter a vantagem, o Vasco tem um desafio: encerrar o jejum de 12 anos sem título estadual - mesmo período que ficou entre 1958 e 1970.
As semelhanças fora de campo serviram até de fator de união. Aliados da Ferj, Vasco e Botafogo têm folha do futebol inferior a R$ 3 milhões - quase metade da dos rivais Flamengo e Fluminense, que ficaram pelo caminho. Na falta de grana e sem patrocínio master - o time de São Januário aguarda confiante a renovação com a Caixa, mas usa a marca na camisa há meses de graça -, soluções criativas com patrocinadores pontuais, que as duas camisas estamparam durante todo o Carioca.
- Foi uma reconstrução. Houve troca de diretoria, muitos jogadores novos, comissão técnica nova, eu chegando. Juntos, estamos construindo degrau a degrau desse campeonato desse ano. Acredito que temos feito um bom trabalho. Nosso primeiro objetivo era conquistar o Carioca e estamos na final. Ainda faltam dois degraus, mas o trabalho está bom e a tendência é seguir nessa linha - disse o técnico Doriva, de 42 anos, uma das novidades do Vasco. 
Campeão da Taça Guanabara contra a maior parte dos prognósticos, o Botafogo se permite almejar um objetivo ainda maior. Presente a oito das últimas 10 decisões do Campeonato Carioca, o Alvinegro ressalta a diferença de enfrentar um adversário mais experiente, enquanto tem um grupo formado por poucos atletas acostumados a decisões. Mesmo assim, se vê pronto para uma nova conquista.
- O Botafogo está preparado para ser campeão. Depois que ganhamos a Taça Guanabara nas condições que ganhamos, o time está preparado. Será difícil. Nós temos uma parada dura pela frente. O time do Vasco é um peso pesado - ressaltou o técnico René Simões.
Luis Antônio Silva dos Santos, o Índio, apita a partida, auxiliado por Wagner de Almeida Santos e Silbert Faria Sisquim. A TV Globo transmite o jogo para RJ, ES, TO, SE, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF, com narração de Luis Roberto e comentários Junior, Juninho Pernambucano e Arnaldo Cezar Coelho. No Premiere e no PFC HD, Luiz Carlos Júnior narra, e Roger Flores e Ricardo Rocha comentam. Após a partida, participe da cobertura comentando a atuação da equipe alvinegra ou cruz-maltina na página do seu clube de coração.
HEADER escalacoes 690 (Foto: Infoesporte)


Vasco: com treinos fechados, Doriva deu poucas pistas sobre a escalação. A tendência é que o time tenha apenas uma mudança em relação ao que eliminou o Flamengo no fim de semana passado: Dagoberto na vaga de Rafael Silva. A provável escalação é Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo, Christiano; Serginho, Guiñazu, Julio dos Santos e Marcinho; Dagoberto (Rafael Silva) e Gilberto.

Botafogo: René Simões adotou estratégia diferente do rival e fechou à imprensa somente a primeira parte do treino do último sábado. Bill se recuperou de problema no tornozelo e joga. No meio-campo, Gegê é o mais cotado a ganhar uma oportunidade. O Botafogo deve iniciar com a seguinte formação: Renan, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Fernandes e Gegê; Rodrigo Pimpão e Bill.

HEADER quem esta fora 690 (Foto: Infoesporte)


Vasco:  Jean Patrick, que saiu da lista do Carioca pela lesão grave no tornozelo, e Nei.
Botafogo: Jefferson, Roger Carvalho, Luis Ricardo e Elvis se recuperam de lesões. Jobson está suspenso preventivamente, acusado de se recusar a fazer exame antidoping na Arábia Saudita, em 2014.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário