quarta-feira, 8 de julho de 2015

Câmara de João Lisboa se reuniu com o comandante Edeilson do 14º BPM




Vereadores solicitaram ações para coibir a criminalidade  
JOÃO LISBOA – Legislativo atuante. Na manhã de segunda-feira (06), a Câmara de vereadores esteve reunida com o comandante do 14º Batalhão da Polícia Militar (14° BPM), tenente-coronel Edeilson Carvalho.
Na pauta foi abordado o combate às bocas de fumos, aumento no contingente policial, uma nova viatura, um novo comandante para a cidade.

Francimar ressaltou que a Câmara esta sempre em busca de solucionar o clamor popular. E a grande demanda neste momento esta sendo na área da segurança publica. Por isso o Comandante do (14 º BPM), foi convidado para um encontro com os vereadores para debaterem a real situação que se encontra o município na querela da segurança.
Roni enfatizou a necessidade do combate ao som automotivo e motoqueiros que estão causando transtornos no povoado Bom Lugar.
Os vereadores João Filho, Junior Holanda e Arcanjo assinalaram o retorno  de um contingente policial que para atuar na ronda de moto durante o dia. Val Mota manifestou preocupação com a venda de drogas. “Pois estes usuários são propensos a realizar assaltos para manter seu vicio”.
O comandante Edeilson informou que o contingente policial continua o mesmo de antes 8 policiais, três por período dois na viatura e um na companhia. E uma equipe da ROTAN que realizam 4 a 5 incursões por dia na cidade.
“Agradecemos o convite para deliberarmos sobre segurança publica. E logo, logo o município terá um novo comandante, e o retorno do policiamento em moto, e realizaremos uma força tarefa na sede e no interior”. O tenente ressaltou também a patrulha rural que foi um grande avanço quando ele esteve a frente do (3º BPM).
A reunião foi uma solicitação do vereador Nego da Edna que demonstrou preocupação na onda de assaltos na cidade. “Os comerciantes estão preocupados, a população também. Todos são conhecedores do assassinato ocorrido no ultimo sábado (04), que fatalizou a senhora Deuzuita. Ate o momento não se sabe que foi o autor do crime. E a comunidade quer uma resposta. Pedimos ao tenente-coronel que possa agilizar o mais rápido possível a escolha de um novo comandante policial para João Lisboa”. Um dos possíveis nomes cogitados foi do sargento Flavio Santiago.
João Menezes disse que o município necessita de mais uma viatura para agilizar as rondas policiais. “Precisamos também nos reunir com o delegado para que tenhamos conhecimentos dos trabalhos já realizados. Pois em vários bairros existe uma grande preocupação em relação a bocas de fumo. Muitos sabem onde é e nada esta sendo feito para combater a venda de drogas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário