domingo, 13 de setembro de 2015

TUCANOS NA LAVA-JATO Andrade Gutierrez envolve Serra, Aécio e Aloysio em esquema

Andrade Gutierrez repassou 19 milhões para campanha de Aécio Neves




















Uma das mais importantes empreiteiras do país, a Andrade Gutierrez "colaborou" com cerca de R$ 19 milhões com a campanha de Aécio Neves à Presidência da República. Com seu principal dirigente preso na Operação Lava-Jato, dois dos seus diretores, que aceitaram participar do programa de Delação Premiada, prestaram depoimento que compromete frontalmente três das maiores lideranças tucanas: José Serra, Aécio Neves e Aloysio Nunes. E agora? A delação vai continuar valendo? Ou só vale quando atinge o PT?


Dois executivos da construtora Andrade Gutierrez, uma das envolvidas no esquema de corrupção da Petrobras e investigada pela Operação Lava Jato, citam os nomes das principais lideranças tucanas em acordo de delação premiada. São mencionados os senadores José Serra (SP), Aécio Neves (MG) e Aloysio Nunes (SP), de acordo com o colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder (leia aqui).

Aloysio já é alvo de pedido de investigação da Procuradoria Geral da República ao Supremo Tribunal Federal. E Aécio já foi mencionado em depoimento do doleiro Alberto Youssef por ter recebido dinheiro de Furnas.

A empreiteira, que teve seu presidente, Otávio Azevedo, preso em junho, foi a maior doadora de recursos na campanha de Aécio à presidência em 2014. Foram 322 doações, que somaram mais de R$ 20 milhões, de acordo com dados do TSE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário