terça-feira, 27 de outubro de 2015

Cunha teria negociado venda de imóvel em Angra a traficante internacional


A casa que teria sido vendida a Abadia
A casa que teria sido vendida a Abadia



















A venda de uma casa em Angra dos Reis para um traficante internacional de drogas, o colombiano Juan Maria Abadia, foi notícia de jornal no Brasil de memória curta. O ano foi 2007. O dono da casa era o atual presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e a denúncia foi feita pela deputada estadual Cidinha Campos (PDT). Hoje, no relatório que o MP da Suíça enviou ao Brasil, a história reaparece. A notícia foi divulgada pelo site BR 29.

Relatório do Ministério Público da Suíça mostra que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), teve que apresentar explicações ao banco Julius Baer sobre a venda de uma casa dele no Rio de Janeiro para Juan Maria Abadia, um dos chefes do tráfico de cocaína na Colômbia.

Os documentos, que deram origem à abertura do segundo inquérito contra o deputado, indicam que ele tratou do assunto numa visita ao escritório do banco em Genebra em junho de 2002. Abadia foi preso no Brasil e extraditado para os Estados Unidos.

A justiça da Suíça, que não tem cor partidária , descobriu, o que a deputada Cidinha Campos já havia denunciado aqui no Brasil em 2007 aqui no Estadão

Juan Carlos Abadía chegou a ser considerado pelo FBI (Agência Federal de Investigação dos EUA) como o homem mais procurado do mundo, atrás apenas do terrorista e fundador da Al-Qaeda, Osama Bin Laden. O governo norte-americano oferecia US$ 5 milhões por sua captura.

Líder do Cartel Valle del Norte, ele usava dezenas de submarinos para transportar cocaína aos EUA. Bilionário, o colombiano Abadía foi preso em um condomínio fechado em Aldeia da Serra, na Grande São Paulo, em 2007.

Juan Carlos Abadia
Juan Carlos Abadia  



No ano seguinte, o Supremo Tribunal Federal autorizou sua extradição aos EUA, onde foi condenado a mais de 250 anos de prisão.

Ao ser acusado por Cidinha Campos, Eduardo Cunha negou as acusações.


Veja também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário