quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Secretaria de Saúde organiza rede de assistência a bebês com microcefalia

Inicialmente, as atividades vão se concentrar no Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos, com o auxílio de fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e outros

Leitos no Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos
A Secretaria da Saúde do Maranhão informou que está organizando uma rede de assistência aos bebês com microcefalia. Inicialmente, as atividades vão se concentrar no Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos, com o auxílio de fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e de outros profissionais.

O governo do estado atualizou para 16 o número de casos de microcefalia confirmados no estado. Três mães tiveram infecção causada pelo vírus Zika. No sábado, o Ministério da Saúde confirmou a relação do vírus com a doença que causa o desenvolvimento inadequado do cérebro de bebês.
O secretário da Saúde, Marcos Pacheco, afirmou que o número de casos não revela situação de surto. Segundo ele, todos os municípios estão sendo alertados para notificar os casos o mais breve possível. Até o dia 16, o estado contava 7 casos. Dez dias depois, o número foi atualizado para 10. No levantamento do Ministério da Saúde divulgado hoje, o Maranhão aparecia com 12 casos.
Os casos foram notificados na capital São Luís (4 casos) e nas cidades de Coroatá (1), São Francisco do Brejão (1), Buriticupu (1), São José de Ribamar (1), Barra do Corda (1), Chapadinha (1), Dom Pedro (1), Santa Inês (2), Caxias (1), Cantanhede (1) e Vitória do Mearim (1). Há ainda seis notificações sendo verificadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário