quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Deputado Deoclides Macedo participa da primeira reunião do Comitê de Crise da Bacia do Rio Tocantins

Ao final da reunião, Deoclides Macedo solicitou que a ANA institua uma comissão de técnicos para visitar o rio Tocantins, principalmente no trecho entre os municípios de Estreito e Imperatriz


Na manhã de quinta-feira (17), a Agência Nacional de Águas (ANA) realizou a primeira Reunião de Avaliação da Situação de Operação dos Reservatórios do Rio Tocantins em sua sede em Brasília, com cobertura também por videoconferência. A reunião, que acontecerá semanalmente, tem como objetivo discutir e tomar decisões sobre a operação dos reservatórios, como Serra da Mesa (GO) e Tucuruí (PA), para que os estoques de água da bacia possam ser preservados garantindo, assim, a continuidade da geração de energia e do abastecimento hídrico para irrigação e abastecimento humano.
Participaram da reunião o deputado federal Deoclides Macedo, representantes da ANA, IBAMA/DF, IBAMA/TO, Defesa Civil/MA, Comitê de Cidadania de Imperatriz, CEMADEN, ONS, dentre outros órgãos.
Segundo levantamentos da ANA, desde 2015 a bacia do rio Tocantins vem registrando chuvas e vazões abaixo da média. No último período chuvoso da bacia, que compreende os meses de outubro de 2016 a abril de 2017, foi o de menores vazões registradas em 86 anos de monitoramento.
Em relação às condições hidrológicas e do armazenamento de água entre Serra da Mesa e a barragem de Estreito, no Maranhão, o supervisor de hidrologia do ONS, Vinicius Forain Rocha, informou que a capacidade no reservatório hoje se encontra em torno de apenas 10 por cento.
Depois de ouvir esta explanação, o deputado federal Deoclides Macedo pediu socorro em nome das populações ribeirinhas entre os municípios de Estreito e Imperatriz, uma vez que o rio vive uma seca sem precedentes, afetando moradores que dependem do rio para geração de renda. "Nunca se viu nada igual, o turismo na região está prejudicado, além dos outros setores da economia", frisou.
Para o diretor presidente da ANA, Vinicius Andreu, esse Comitê vai possibilitar equacionar, com a participação de todos, os problemas causados pela escassez de água na bacia do rio Tocantins. "A crise está trazendo um grande aprendizado. Juntos poderemos encontrar soluções que contribuam para a operacionalização dos reservatórios". Vinicius Andreu reiterou a importância de o deputado continuar participando das reuniões.
Ao final da reunião, Deoclides Macedo solicitou que a ANA institua uma comissão de técnicos para visitar o rio Tocantins, principalmente no trecho entre os municípios de Estreito e Imperatriz. "Pretendo, também, pedir uma audiência pública em Imperatriz com a presença de representantes da ANA, órgãos técnicos do Maranhão, ONGs, associações e Ministério Público para que possamos encontrar alguma alternativa imediata no sentido de atender ao setor elétrico e aos ribeirinhos que moram abaixo da barragem de Estreito e sobrevivem do rio".

Nenhum comentário:

Postar um comentário